Repositório Digital

A- A A+

Práticas psicológicas : enfrentamentos entre saúde pública e saúde coletiva

.

Práticas psicológicas : enfrentamentos entre saúde pública e saúde coletiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas psicológicas : enfrentamentos entre saúde pública e saúde coletiva
Outro título Psychological practices : confrontations between public health and collective health
Autor Bernardes, Anita Guazzelli
Guareschi, Neuza Maria de Fátima
Resumo Este artigo tem como objetivo problematizar as formas pelas quais a Psicologia se articula ao campo da saúde coletiva. O texto utiliza-se de uma estratégia genealógica, considerando as ferramentas foucaultianas de biopoder, verdade e subjetividade. O estudo reflete sobre as modificações das práticas psicológicas produzidas quando o fato psicológico deixa de ser um domínio do organismo para tornar-se um efeito da história de vida dos sujeitos. Essa transformação diz respeito à aproximação das práticas psicológicas do campo das políticas públicas de saúde. Entende-se que essa aproximação se conforma como um campo de lutas em que operam tanto uma lógica individualizante, quando as práticas psicológicas adéquam as políticas públicas a uma racionalidade tecnicista, tutelar e privatista, quanto uma lógica de militância na saúde, produzida pela adequação das práticas psicológicas ao direito e à cidadania.
Abstract This article aims at problematizing the ways through which Psychology articulates with the collective health field. We have employed a genealogical strategy, using Foucauldian analysis tools, such as bio-power, truth, and subjectivity. This study is a reflection on modifications of psychological practices produced when the psychological fact is no longer an organism domain, becoming an effect of the subjects’ life history. Such change concerns the approximation of psychological practices to the field of public health policies. This approximation is understood as a battlefield in which both individualizing logic and the logic of health militancy operate; the former is present when psychological practices fit public policies into a technical, tutelary, private rationality, and the latter is produced through conformity of psychological practices to both right and citizenship.
Contido em Estudos de psicologia (Natal). Vol.15, n.3 (set./dez. 2010), p. 269-276.
Assunto Poder
Política
Psicologia : Prática profissional
Saúde pública
[en] Collective health
[en] Psychological practices
[en] Public
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/98888
Arquivos Descrição Formato
000785965.pdf (405.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.