Repositório Digital

A- A A+

Movimento fenomenológico : controvérsias e perspectivas na pesquisa psicológica

.

Movimento fenomenológico : controvérsias e perspectivas na pesquisa psicológica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Movimento fenomenológico : controvérsias e perspectivas na pesquisa psicológica
Outro título Phenomenological movement : controversies and perspectives on psychological research
Autor Castro, Thiago Gomes de
Gomes, William Barbosa
Resumo A repercussão do movimento fenomenológico na história da psicologia pode ser notada pelas persistentes tentativas de transposição do caráter eidético da fenomenologia para a análise sistemática de empiria. Nesse sentido, o conceito de redução fenomenológica, descrito pelo filósofo Edmund Husserl (1859-1938) e operacionalizado para a pesquisa psicológica, foi retomado como meio para investigar as tentativas de transição entre filosofia e psicologia. A revisão inclui três modelos de transposição metodológica, a saber: psicologia empírico-fenomenológica, fenomenologia experimental e neurofenomenologia. O trabalho enfatiza as diferenças epistemológicas entre modelos hermenêuticos e naturais no trabalho com dados de primeira pessoa. Conclui-se que um aprofundamento das discussões sobre as influências da fenomenologia à ciência psicológica seria oportuno e viável através do estudo da história desta intersecção.
Abstract The repercussion of the phenomenological movement on the history of psychology can be perceived by persistent attempts to import eidetic phenomenology features in the systematic analysis of empirical events. In this sense, the concept of phenomenological reduction, described by the philosopher Edmund Husserl (1859-1938) and technically defined for psychological research, was taken as a mean to investigate the attempts of transitions between philosophy and psychology. This review includes three models of methodological transposition: empirical phenomenological psychology, experimental phenomenology and neurophenomenology. Epistemological differences are emphasized between hermeneutic and natural models. The study concludes that a deeper discussion about the influence of phenomenology on the science of psychology would be opportune and appropriate through the study of the history of this intersection.
Contido em Psicologia : teoria e pesquisa. Brasília. Vol. 27, n. 2 (abr.-Jun. 2011), p. 233-240.
Assunto Fenomenologia
Pesquisa em psicologia
[en] History
[en] Method
[en] Phenomenology
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/98898
Arquivos Descrição Formato
000827478.pdf (342.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.