Repositório Digital

A- A A+

O contexto experimental e o desenvolvimento da teoria da mente

.

O contexto experimental e o desenvolvimento da teoria da mente

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O contexto experimental e o desenvolvimento da teoria da mente
Autor Jou, Graciela Inchausti de
Orientador Sperb, Tania Mara
Data 1996
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia do Desenvolvimento.
Assunto Crianca pre-escolar
Desenvolvimento cognitivo
Teoria da mente
Resumo Para investigar a aquisição e desenvolvimento da teoria da mente de 58 crianças pré-escolares de Porto Alegre, foram aplicadas três tarefas: crença falsa, aparência-realidade e crença, todas em duas modalidades. As crianças, com idades entre 3 e 5 anos, pertenciam a um jardim de infância de classe média alta. Através da modalidade 2 de cada tarefa, procurou-se obter um melhor desempenho das crianças. Com a mesma finalidade, criou-se, para tarefa de crença falsa, uma categoria de justificativa, que permitiu às crianças conferir ou corrigir as suas respostas iniciais. A análise de variância com medidas repetidas mostrou que as crianças de 3 e 4 anos apresentaram um desempenho similar nas três tarefas aplicadas, excetuando-se a modalidade 1 da tarefa da aparência-realidade e a tarefa de crença falsa, quando consideradas as justificativas das crianças às respostas. Em relação às tarefas utilizadas, a análise mostrou que estas classificaram-se de forma hierárquica com relação à dificuldade: a tarefa de crença falsa foi a mais difícil, seguida pela aparência-realidade e sendo a mais fácil, a de crença. Os resultados são discutidos com relação às exigências cognitivas de cada tarefa. Discute-se também o papel da metodologia no que concerne às respostas corretas ou incorretas das crianças.
Abstract Fifty-eight high middle-class three to five preschool children of Porto Alegre were given three tasks aimed at examining the acquisition and development of a theory of mind: false belief, appearance-reality distinction, and belief, each in two modalities, standard and facilitated. The second modality was introduced to investigate children’s best performance on the tasks. Moreover, children’s justifications to their answers were considered as an alternative modality for the false belief task. Through this modality children could confirm or correct their initial answers. ANOVA with repeated measures showed three and four year-olds as performing similarly on the two modalities of each task, with two exceptions: modality 1 of appearance-reality distinction and false belief when considering children’s justification to their first answers. Concerning tasks used, ANOVA also showed that false belief task was the most difficult for all children, followed by appearance-reality distinction and belief which was the easiest one. Results are discussed with reference to the cognitive demands of each task used in the study. Also, the better performance of children on the justification modality of false belief task is discussed taking into account methodological questions concerning the assessment of theory of mind raised during the investigation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/99025
Arquivos Descrição Formato
000147251.pdf (365.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.