Repositório Digital

A- A A+

Propriedades estruturais do disco galáctico usando aglomerados abertos na vizinhança solar

.

Propriedades estruturais do disco galáctico usando aglomerados abertos na vizinhança solar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Propriedades estruturais do disco galáctico usando aglomerados abertos na vizinhança solar
Autor Aguiar, Gabriel Corrêa de
Orientador Bonatto, Charles Jose
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física. Curso de Pesquisa Básica: Bacharelado.
Assunto Aglomerados abertos e associações
Catalogos astronomicos
Propriedades estruturais
Resumo Usamos aglomerados abertos (OC) localizados na vizinhança solar para derivar as propriedades relacionadas à estrutura do disco, como a escala de altura e o deslocamento do Sol sobre o disco Galáctico. Pelo consideravelmente grande número de OCs, construímos subamostras para aglomerados mais jovens e mais velhos que 200Myr. Nós encontramos zh(pc) = 55:0 ± 2:9 para os mais jovens que 200Myr e zh(pc) = 67:3 ± 3:5 para os mais velhos, enquanto para a amostra completa encontramos zh(pc) = 61:6 ± 2:4. Baseado na assimetria da distribuição vertical, determinamos a posição do Sol no plano como z(pc) = 4:7 ± 2:2. Os valores de zh são compatíveis com os encontrados na literatura e mostram um aumento na escala de altura para aglomerados mais velhos. Comparando as distribuições obtidas nesse estudo com as obtidas do catálogo do Kharchenko et al. (2013) pudemos confirmar a presença de um excesso (com respeito ao perfil de decaimento exponencial) dos OCs jovens na região definida por 0:075kpc < jzj < 0:2kpc. A causa desse caroço, todavia, não foi determinada neste estudo.
Abstract We use open clusters (OC) located in the Solar vicinity to derive properties related to the structure of the disk, such as the scale height and the displacement of the Sun over the Galactic plane. Given the relatively large number of OCs, we build subsets for clusters younger and older than 200Myr. We nd zh(pc) = 55:0 ± 2:9 for the OCs younger than 200Myr and zh(pc) = 67:3 ± 3:5 for the older ones, while for the full sample we nd zh(pc) = 61:6 ± 2:4. Based on the asymmetry on the vertical distribution of OCs, we determine the position of the Sun on the plane as z (pc) = 4:7 ± 2:2. The values of zh are compatible with those found in the literature and show an increase in the scale height for older clusters. Comparing the distributions obtained in this study with those obtained from the catalog of Kharchenko et al. (2013) we were able to con rm the presence of an excess (with respect to the overall exponential-decay pro le) of young OCs in the region de ned by 0:075kpc < jzj < 0:2kpc. The cause of this lump, however, was not determined in this study.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/99044
Arquivos Descrição Formato
000929510.pdf (2.389Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.