Repositório Digital

A- A A+

Homicídios entre adolescentes no Sul do Brasil : situações de vulnerabilidade segundo seus familiares

.

Homicídios entre adolescentes no Sul do Brasil : situações de vulnerabilidade segundo seus familiares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Homicídios entre adolescentes no Sul do Brasil : situações de vulnerabilidade segundo seus familiares
Outro título Adolescent homicide victims in Southern Brazil : situations of vulnerability by families
Autor Sant'Anna, Ana Rosária
Aerts, Denise Rangel Ganzo de Castro
Lopes, Marta Júlia Marques
Resumo Os autores apresentam um estudo sobre homicídios de jovens, entre 10 e 19 anos, ocorridos no ano de 1997, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A fonte de dados foi o Sistema de Informação sobre Mortalidade, da Secretaria Municipal da Saúde. A partir do endereço registrado na Declaração de Óbito, as famílias desses jovens foram visitadas e entrevistadas. Dos 68 casos selecionados, foi possível entrevistar 57 famílias, tendo ocorrido oito recusas e três endereços não localizados. Os resultados mostraram que os jovens encontravam- se em situação de vulnerabilidade social, indicada pelo alto abandono (78,9%) escolar e a baixa renda per capita e escolaridade dos pais. Apresentavam também situações de vulnerabilidade relacionadas ao gênero, com predomínio de mortes entre o sexo masculino (91,2%), e ao comportamento, sendo que 40,4% consumiam bebidas alcoólicas, 45,6% drogas ilícitas e 58,6% apresentavam história de antecedentes criminais, passagem na Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor ou polícia. O estudo aponta para a importância de ações intersetoriais dirigidas ao jovem dentro de sua família, escola e comunidade, como uma resposta às vulnerabilidades programáticas, sociais e individuais as quais o jovem encontra-se exposto.
Abstract This study focused on homicide deaths of adolescents (ages 10 to 19 years) in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, in 1997. Data were obtained from the Mortality Information System (SIM) of the Municipal Health Department. Families were visited at the addresses found on death certificates and were interviewed by two researchers. Of the 68 cases selected, 57 families were visited; eight families refused to be interviewed, and three addresses were not found. Most of the adolescents were socially vulnerable, as indicated by low per capita income and parental educational level; 78.9% had dropped out of school. Males were the predominant victims of adolescent homicide deaths (91.2%). Behavioral vulnerability was demonstrated as follows: 40.4% of the adolescents consumed alcoholic beverages and 45.6% illicit drugs, and 58.6% had criminal records or a history of custody at FEBEM (the State Juvenile Custody Facilities) or police arrests. The study highlights the importance of coordinating actions among different sectors to reach adolescents both at home and in the schools and communities.
Contido em Cadernos de saúde pública = Reports in public health. Rio de Janeiro. Vol. 21, n. 1 (jan./fev. 2005), p. 120-129
Assunto Adolescente
Homicídio
Porto Alegre (RS)
[en] Adolescent
[en] Homicide
[en] Vulnerability
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/99098
Arquivos Descrição Formato
000914273.pdf (78.82Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.