Repositório Digital

A- A A+

A formação de epidemiologistas de campo por meio do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS - EPISUS

.

A formação de epidemiologistas de campo por meio do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS - EPISUS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A formação de epidemiologistas de campo por meio do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS - EPISUS
Autor Macário, Eduardo Marques
Orientador Duncan, Bruce Bartholow
Co-orientador Kuchenbecker, Ricardo de Souza
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Capacitação em serviço
Epidemiologia
Surtos de doenças
Resumo CONTEXTUALIZAÇÃO: Nas últimas três décadas, o mundo vem passando por transformações de ordem econômica e social, que provocaram grande impacto nos sistemas nacionais de saúde pública. Novos desafios em saúde pública têm emergido, provocando a necessidade dos países ampliarem sua capacidade de preparação e resposta as emergências de saúde publica. Para tal, é fundamental contar com profissionais altamente capacitados para operacionalizar estas atividades. Uma das iniciativas de capacitação, criada pelo Centers for Disease Control and Prevention (CDC) dos Estados Unidos foi o Epidemic Intelligence Service (EIS), um programa de treinamento em serviço que serviu de base e inspiração para o Field Epidemiology Training Program (FETP), que foi implantado no Brasil em 2000, após a constatação de que o país apresentava deficiências nesta área. OBJETIVOS: Descrever a metodologia do FETP como estratégia de treinamento em epidemiologia para o desenvolvimento de força de trabalho em saúde na resposta às emergências de saúde pública. Descrever a implantação e os principais resultados alcançados pelo FETP no Brasil de 2000 a 2012 e a metodologia utilizada pelo FETP em uma situação real de emergência em saúde pública. MÉTODOS: Foram revisados registros do EPISUS, descrevendo-se o histórico, perfil e as caracteristicas dos treinandos. Caracterizou-se as investigações de surto conduzidas pela revisão de relatórios, boletins e apresentações em seminários. Realizou-se também um estudo descritivo através da sistematização dos passos da investigação de surto frente a uma situação real de emergência de saúde pública que acometeu uma população do estado do Maranhão em 2006. RESULTADOS: De 2000 a 2012, onze coortes, num total de 116 treinandos, participaram do EPISUS. A maior parte dos egressos continuou trabalhando em órgãos públicos, principalmente no Ministério da Saúde e em Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, garantindo um bom retorno do investimento. Os treinandos participaram de 229 investigações, a maioria envolvendo doenças infecciosas, em 173 municípios das 27 Unidades da Federação. A análise da investigação de surto mostrou a utilidade do trabalho sistematizado realizado pelo EPISUS. Numa situação de extrema complexidade que ocorre numa emergência de saúde pública, ao mesmo tempo que a investigação era realizada, protocolos para tratamento foram implantados e várias ações de enfrentamento da situação foram desencadeadas, alcançando um resultado efetivo, num curto espaço de tempo. CONCLUSÕES: O EPISUS teve como propósito dotar o Ministério da Saúde de uma equipe de epidemiologistas com capacidade técnica e operacional para dar respostas rápidas e efetivas frente a emergências de saúde pública no país. Além dessa missão, o EPISUS promoveu um importante mudança tanto na estrutura quanto nos processos de trabalho do Ministério da Saúde, principalmente pela criação do CIEVS, e no alcance da capacidade própria de coordenar resposta a emergências de saúde pública. Ainda é necessário alcançar sua real legitimidade e reconhecimento, bem como avançar para formar profissionais para atuar nos níveis locais, ampliando a capacidade de resposta nacional.
Abstract BACKGROUND: In the last three decades, the world undergoine changes of an economic and social order, which have caused a great impact on national systems of public health. New challenges in public health have emerged, with resultant need for countries to expand their preparedness and ability to respond to public health emergencies. For this it is essential to have highly trained professionals to operationalize these activities. One such capacity building initiative, created by the Centers for Disease Control and Prevention (CDC) of the United States, was the Epidemic Intelligence Service (EIS), a program of job training that served as the basis and inspiration for the Field Epidemiology Training Program (FETP), introduced in Brazil in 2000 after finding that the country had deficiencies in this area. OBJECTIVES: To describe the methodology of FETP as a strategy for training in applied epidemiology to further the development of a workforce capable of responding to public health emergencies. To describe the implementation and the main results achieved by the FETP in Brazil from 2000 to 2012 and to exemplify the methodology used by the FETP within the context of a real public health emergencies. METHODS: We reviewed the records of the Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (EPISUS), describing the history, profile and the characteristics of its trainees. Outbreak investigations were characterized by reviewing reports, bulletins and presentations in seminars. We also conducted a descriptive study characterizing the systematization of the steps of an outbreak investigation of a real public health emergency that affected a population of Maranhão State in 2006. RESULTS: From 2000 to 2012, 11 cohorts in a total of 116 trainees attended the EPISUS. Most graduates continued working in public health agencies, especially the Ministry of Health, and State and Municipal Health Departments, ensuring a good return on the investment. The trainees participated in 229 investigations, most involving infectious diseases, in 173 municipalities of 27 states. The analysis of a specific outbreak investigation showed the usefulness of the work carried out by EPISUS. In a situation of extreme complexity common to a public health emergency, and while the investigation was ongoing, protocols for treatment were deployed and several actions to confront the situation were initiated, attaining effectiveness within a short period of time. CONCLUSIONS: The EPISUS aimed to provide the Ministry of Health with a team of epidemiologists with technical and operational capacity to provide rapid and effective responses to public health emergencies in the country. In addition to this mission, EPISUS promoted a significant change in both the structure and work processes of the Ministry of Health, especially with the creation of CIEVS, and in the scope of its own capacity to coordinate responses to public health emergencies. Work remains to be done for EPISUS to achieve the necessary level of legitimacy and recognition as well as to advance in the training of professionals to work at the local level, expanding Brazil´s national response capacity.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/99162
Arquivos Descrição Formato
000930554.pdf (725.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.