Repositório Digital

A- A A+

Influência de três tipos de vias de fornecimento de dietas pós-operatórias na cicatrização de esofagotomia cervical em cães

.

Influência de três tipos de vias de fornecimento de dietas pós-operatórias na cicatrização de esofagotomia cervical em cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência de três tipos de vias de fornecimento de dietas pós-operatórias na cicatrização de esofagotomia cervical em cães
Outro título Influence of three different post-operative diets supplies in cicatrization of cervical esophagotomy in dogs
Autor Barcellos, Heloisa Helena de Alcantara
Silva Filho, Antônio de Pádua Ferreira da
Beck, Carlos Afonso de Castro
Resumo Três vias de fornecimento de dietas p6s-operat6rias foram comparadas na cicatrização de esofagostomia cervical. Foram utilizados 15 cães, divididos em três grupos (GI, GII e GIII) . No GI foi procedida 11 f1uidoterapia durante 48 horas, alimento Ifquido durante mais 48 horas e pastoso por 72 horas (dieta tradicion al), no GII o alimento foi fornecido por sonda faringogástrica , colocada por faringostomia, e no GIII por sonda gástrica, implantada por gastrostomia endosc6pica percutanea. Para avaliar a cicatrização, foram realizados exame c1fnicodiario e esofagoscopias semanais, durante seis semanas. A. endoscopia perceberam-se algumas ocorrências indesejáveis que retardam a cicatrização da mucosa esofágica: edema entre os pontos na primeira endoscopia p6s-operat6ria (GI) e ulcerações na mucosa esofágica pelo atrito da sonda faringogástrica sobre a cicatriz (GII). A alimentação par sonda gástrica resultou em menor tempo de cicatrização (1,40 ± 0,55 semanas, p < 0,01), em comparação aos alimentados por sonda faringogastrica (4,25 ± 1,50 semanas). No GIII as características clínicas da cicatrização foram de melhor qualidade , provavelmente devido 11 ausência de movimentos de deglutição e de atrito do bolo alimentar sobre a ferida cirúrgica, Com base nos resultados, recomenda-se o uso de nutrição enteral por sonda gástrica colocada par gastrostomia endoscópica percutânea , durante os primeiros sete dias de pós-operatório, e, na ausência de um endoscópio, a dieta tradicional, que resulta em cicatrização de melhor qualidade do que 0 usa de sonda par faringostomia.
Contido em Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science. São Paulo. Vol. 37, n. 5 (2000), p. 6
Assunto Esofagotomia cervical : Dieta : Caninos
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/99232
Arquivos Descrição Formato
000299775.pdf (1.573Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.