Repositório Digital

A- A A+

Determinação da presença da raça 1 de Venturia inaequalis no sul do Brasil

.

Determinação da presença da raça 1 de Venturia inaequalis no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Determinação da presença da raça 1 de Venturia inaequalis no sul do Brasil
Outro título Determination of the presence of Venturia inaequalis race 1 in southern Brazil
Autor Schenato, Paula Guerra
Sanhueza, Rosa Maria Valdebenito
Duarte, Valmir
Resumo O objetivo deste trabalho foi identificar as raças de Venturia inaequalis existentes no Sul da Brasil. Plantas e -folhas destacadas de macieiras foram inoculadas por aspersão e as últimas também pela deposição de quatrosotas de suspensão conidial (2,5 x 10 5 cemídios. m1_1. Quatro isolados coletados no Estado do Rio Grande do Sul e cinco em Santa Catarina, durante 2005, foram avaliados. Após a inoculação, as plantas foram incubadas por 48 h, no escuro, 90-100% de umidade e 16-20°C, e, após, mantidas em casa de vegetação. As folhas destacadas, mantidas em ágar-água, foram inoculadas por aspersão e incubadas a 17°C; no esctuto, por 48 h. Após este período, foram secadas no ambiente e incubadas juntamente com as folhas destacadas inoculadas por gotas, a 19°C, com 18 h de fotoperiodo. As avaliações foram feitas após 20 dias da inoculação. O padrão de sintonias permitiu concluir que os nove isolados são da raça 1. Estes resultados feiram semelhantes aos obtidos com-folhas destacadas inoculadas por aspersão, o que não ocorreu com as inoculadas por gotas. Este é o primeiro relato de identificação de raças de V inaequalis presentes no Brasil e na América do Sul.
Abstract This study -aims to identify races of V inaequalis present in the apple-growirig regions of Southern Brazil. Apple plants and detached leaves were inoculated by Spraxing and also by using four drops of inoculura (2.5 x 10 5 conidia.mL-1) on the surface of each leaf. Four fungai isolates from Rio Grande do Sul and fine from Santa Catarina State, 2005 season, were used. Following inoculatioh, the plants were incubated in a gontrolled environment (RH 190-100°K0, 16-20 °C, darkness) for 48 h and then moved to the greenhouse. Sprayed !caves were maintained in agarized water médium and incubated for 48 h in the dark at 17°C. Afterwards„leavei were dried off and incubated together with the single-drop-inoculated detached !caves, under conditions of.19°C and 18 h of light. Evaluations were made 20 days after inoculation. The pattern of symptoms led to a conclusion that the nine isolates were of race 1. The same was observed on the spray- inoculated detached leaves but not with the single-drop inoeulation rnethod. This the first report of the presence of race 1 of V inaequalis in South America.
Contido em Tropical Plant Pathology, Brasília. Vol. 33, n. 4 (jul./ago. 2008), p. 281-287
Assunto Doença de planta
Maçã
[en] Applescab
[en] Detached leaves
[en] Host-pathogen interactions
[en] Malas sp.
[en] Virulence
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/99250
Arquivos Descrição Formato
000667233.pdf (214.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.