Repositório Digital

A- A A+

Ovinocultura do Rio Grande do Sul: descrição do sistema produtivo e dos principais aspectos sanitários e reprodutivos

.

Ovinocultura do Rio Grande do Sul: descrição do sistema produtivo e dos principais aspectos sanitários e reprodutivos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ovinocultura do Rio Grande do Sul: descrição do sistema produtivo e dos principais aspectos sanitários e reprodutivos
Outro título Sheep industry in the State of Rio Grande do Sul, Brazil: description of the production system and the main health and reproductive aspects
Autor Silva, Ana Paula Serafini Poeta
Santos, Diego Vali dos
Kohek Jr., Ivo
Machado, Gustavo
Hein, Héber Eduardo
Vidor, Ana Carla Martins
Corbellini, Luis Gustavo
Resumo A ovinocultura sempre foi uma atividade de grande importância econômica e de tradição para o Estado do Rio Grande do Sul (RS), mesmo com as crises da lã ocorridas nas décadas de 80 e 90, o rebanho ovino Gaúcho continua sendo o maior a nível nacional. Com a escassez de dados sobre essa atividade, o presente estudo possui como objetivo caracterizar a ovinocultura do RS. Para isso, foi utilizada uma amostragem planejada, caracterizada pela aleatoriedade e estratificação da amostra pelas sete Mesorregiões do Estado. Foram analisadas 705 propriedades rurais através de um questionário epidemiológico, aplicado por 25 veterinários do Departamento de Defesa Animal, da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Estado do Rio Grande do Sul. Conforme os resultados obtidos, a ovinocultura gaúcha é explorada extensivamente e baseada na produção conjunta de carne e lã, cuja principal finalidade é a subsistência. Assim, demonstrando que essa atividade ainda mantém padrões de sua origem, com pouca tecnificação, tanto em aspectos sanitários quanto reprodutivos, revelando, portanto, que a ovinocultura gaúcha ainda é vista como uma produção secundária pelos produtores rurais gaúchos, o que pode ser explicado pelos baixos investimentos neste setor.
Abstract The sheep industry has always been an important economic and traditional activity in the State of Rio Grande do Sul. In spite of the wool crises occurred in the 1980ies and 1990ies, the sheep flock remains the largest flock in Brazil. Due to scarcity of recent data on this activity, the present study aims to characterize the sheep industry of Rio Grande do Sul. For this reason, we performed a planned and probabilistic stratified cluster sampling with flocks selected propotionally by seven regions of the State. We analyzed 705 farms through an epidemiological questionnaire, applied by 25 veterinarians from the Department of Animal Health (DDA), of the Secretary of Agriculture, Livestock and Agribusiness of the state of Rio Grande do Sul (SEAPA/RS). According to the results, the sheep industry is essentially extensive and based on production of meat and wool, the main objective of which is subsistence. This indicates that the activity still maintains older standards, with almost no technical improvement regarding sanitary and reproduction aspects. This revels that sheep production in Rio Grande do Sul is still considered as a secondary exploitation of farms, which explains the low investment in this sector.
Contido em Pesquisa veterinária brasileira. Rio de Janeiro, RJ. V. 33, n. 12, (dez. 2013), p. 1453-1458
Assunto Carne : Produção

Manejo animal
Ovinocultura
Sanitarismo
[en] Descriptive epidemiological study
[en] Epidemiological questionnaire
[en] Sheep industry
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/99301
Arquivos Descrição Formato
000919972.pdf (485.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.