Mostrar el registro sencillo del ítem

dc.contributor.advisorStrelow, Aline do Amaral Garciapt_BR
dc.contributor.authorEngster, Arielpt_BR
dc.date.accessioned2015-03-06T01:57:45Zpt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/111776pt_BR
dc.description.abstractEste trabalho busca analisar a construção da personagem nos obituários do The New York Times. Para isso, utilizou-se textos encontrados na obra O Livro das Vidas, organizado por Matinas Suzuki Jr. e lançado em 2008. Dos obituários publicados no livro, foram selecionados cinco: quatro escritos por Robert McG. Thomas Jr. e por último o próprio obituário do jornalista. Procurou-se, aqui, contribuir para o estudo dos obituários, um espaço do jornalismo ainda pouco pesquisado no Brasil. Para contextualizar o trabalho, os primeiros capítulos apresentam aspectos da percepção sobre a morte na cultura ocidental e históricos tanto dos obituários quanto do The New York Times. O método utilizado foi a análise da narrativa, observando, no texto, os elementos utilizados pelos autores para dar vida às suas personagens de papel, identificando as características particulares de cada caso e as comuns a todos. Foi possível observar o uso de narradores oniscientes, em terceira pessoa, e uma preponderância da descrição de características psicológicas sobre as físicas. A ação dos textos acontece em volta e a partir das protagonistas, apresentando uma seleção dos momentos que o autor considerou serem os mais representativos para dar a impressão de real para as personagens sem deixar de indicar pontos negativos na trajetória.pt_BR
dc.description.abstractThis monograph aims to analyze the character construction in the The New York Times obituaries, using texts found in the book O Livro das Vidas, organized by Matinas Suzuki Jr. and released in 2008. Five obituaries published in the book were selected: four written by Robert McG. Thomas Jr. and the journalist’s obituary himself. This paper was developed with the purpose of adding up to the studies of the obituaries, a journalism section still poorly researched in Brazil. To contextualize this work, the initials chapters present aspects of perception about death in the western culture and historical aspects from obituaries and the The New York Times both. The narrative analysis method was applied, searching the text for elements used by the authors to bring their characters to life, identifying the particular characteristics of each case, and the common to all. The use of omniscient narrators in third person was also observed, as well as the precedence of the description of psychological characteristics over the physical ones. The action of the texts happen from and around the protagonists, featuring a selection of moments that the author considered to be the most representative to give the impression of real to the characters, while also indicating negatives in the trajectory.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectThe New York Times (Jornal)pt_BR
dc.subjectObituaryen
dc.subjectObituáriopt_BR
dc.subjectO Livro das Vidasen
dc.subjectDeathen
dc.subjectCharacteren
dc.subjectJournalismen
dc.titleA vida dos mortos: construção de personagem nos obituários do The New York Timespt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000952777pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Biblioteconomia e Comunicaçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2014pt_BR
dc.degree.graduationComunicação Social: Habilitação em Jornalismopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Ficheros en el ítem

Thumbnail
   

Este ítem está licenciado en la Creative Commons License

Mostrar el registro sencillo del ítem