Show simple item record

dc.contributor.authorHarzheim, Ernopt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Mônica Maria Celestina dept_BR
dc.contributor.authorAgostinho, Milena Rodriguespt_BR
dc.contributor.authorHauser, Lisianept_BR
dc.contributor.authorStein, Airton Tetelbompt_BR
dc.contributor.authorGonçalves, Marcelo Rodriguespt_BR
dc.contributor.authorTrindade, Thiago Gomes dapt_BR
dc.contributor.authorBerra, Silvinapt_BR
dc.contributor.authorDuncan, Bruce Bartholowpt_BR
dc.contributor.authorStarfield, Barbarapt_BR
dc.date.accessioned2016-04-21T02:07:03Zpt_BR
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.issn1809-5909pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/139320pt_BR
dc.description.abstractObjetivo: traduzir e adaptar o PCATool versão usuários adultos ao contexto brasileiro e avaliar sua validade e fidedignidade. Métodos: Foi realizado um estudo transversal no qual foram entrevistados 2.404 usuários adultos residentes nas áreas adscritas da rede pública dos serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) em Porto Alegre e usuários vinculados a um plano de autogestão. O processo de validação constituiu-se de tradução e tradução reversa, adaptação, validade de conteúdo, validade fatorial e fidedignidade. Resultados: Na análise fatorial, foram considerados 12 fatores que explicaram 50,83% da variação total. Assim, foram reconhecidos os seguintes atributos da APS: acesso - acessibilidade e utilização, longitudinalidade, coordenação - coordenação do cuidado e sistemas de informação, integralidade - serviços disponíveis e serviços prestados, enfoque familiar e orientação comunitária. Para a consistência interna, foi obtido alfa de Cronbach variando de 0,15 a 0,90. A estabilidade temporal não foi verificada para coordenação do cuidado (p<0,05), coordenação de sistema de informação (p<0,05) e integralidade de serviços prestados (p<0,05). Na razão êxito da escala, todos os componentes/atributos apresentaram valores próximos de 100%, à exceção do componente sistema de informação. Conclusões: os resultados indicaram que o PCATool-Brasil possui adequada validade e fidedignidade, podendo constituir-se em instrumento nacional de avaliação da APS para usuários adultos.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofRevista brasileira de medicina de família e comunidade. Rio de Janeiro. Vol. 8, n. 29 (out./dez. 2013), p. 274-284.pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectAtenção primária à saúdept_BR
dc.subjectEstudos de validaçãopt_BR
dc.subjectPesquisa sobre serviços de saúdept_BR
dc.titleValidação do instrumento de avaliação da atenção primária à saúde : PCATool-Brasil adultospt_BR
dc.title.alternativeValidation of the Primary Care Assessment Tool : PCATool-Brazil for adultsen
dc.title.alternativeValidación del instrumento para la evaluación de la atención primaria de salud : PCATool-Brasil adultoses
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000913368pt_BR
dc.description.originTelemedicinapt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record