Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorMacedo, Alexandre Josépt_BR
dc.contributor.authorElias, Susana de Oliveirapt_BR
dc.date.accessioned2016-06-24T02:14:07Zpt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/142995pt_BR
dc.description.abstractBiofilmes são agregados de microrganismos aderidos a uma superfície e rodeados por matriz exopolissacarídica, sendo regulados pelo sistema de “quorum sensing”. Esse modo de vida proporciona maior proteção e resistência aos microrganismos. Assim, a busca por compostos antibiofilme é essencial para o combate de infecções associadas a biofilmes. O ambiente antártico apresenta várias condições adversas aos microrganismos, então para garantir sua sobrevivência, eles podem liberar compostos com atividade antimicrobiana e antibiofilme. Nesse contexto, esse trabalho busca compostos antibiofilme e antibacterianos em bactérias isoladas da ilha Rei George, Península Antártica. Para isso, realizou-se o cultivo desses microrganismos, para obtenção dos extratos brutos; ensaios de quantificação de crescimento bacteriano e de formação de biofilme utilizando Staphylococcus epidermidis e Pseudomonas aeruginosa, para análise da atividade; técnicas de purificação como, extração em fase sólida e cromatografia em camada delgada, para elucidação dos prováveis componentes e possíveis mecanismos de ação. Os resultados encontrados evidenciaram o grande potencial dos microrganismos do continente antártico, visto que 73,5% dos filtrados testados apresentaram alguma bioatividade. Em adição, a maioria dos isolados antárticos mostraram ação (antibiofilme ou antibacteriana) contra S. epidermidis. Entretanto, contra P. aeruginosa apenas 5,1% das bactérias da Antártica foram ativas, demonstrando uma maior dificuldade na busca por moléculas ativas contra essa bactéria. O isolado S22L2 (Pseudomonas sp) mostrou-se bastante promissor, graças a sua alta atividade antibiofilme e não interferência no crescimento bacteriano. Por isso, seu extrato foi parcialmente purificado, mostrando como possíveis componentes ativos as aminas, os aminoácidos e os polifenóis, compostos que vêm sendo descritos com atividade antibiofilme. Também, descartou-se a presença dos compostos terpenóides, fenilpropanóides, esteróides, saponinas, cumarinas e antraquinona. Entretanto, estudos químicos mais avançados de isolamento e purificação são necessários para identificar e carcterizar todos componentes funcionais do extrato S22L2.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectBiofilmespt_BR
dc.subjectBactériaspt_BR
dc.subjectStaphylococcus epidermidispt_BR
dc.subjectPseudomonas aeruginosapt_BR
dc.titleEstudo da atividade antibiofilme de bactérias antárticas sobre microrganismos de importância médicapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000858274pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Ciências Básicas da Saúdept_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2011pt_BR
dc.degree.graduationBiomedicinapt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Thumbnail
   

Este item está licenciado na Creative Commons License

Mostrar registro simples