Show simple item record

dc.contributor.advisorBarboza, Eduardo Guimaraespt_BR
dc.contributor.authorManzolli, Rogério Portantiolopt_BR
dc.date.accessioned2017-01-17T02:19:39Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/150875pt_BR
dc.description.abstractO sistema laguna-barreira da Feitoria localizado na margem oeste da célula Sul da laguna dos Patos – Rio Grande do Sul, Brasil – se assemelha geomorfologicamente, em uma escala menor, a um sistema barreira oceânico e cronologicamente ao sistema Barreira IV (Villwock e Tomazelli, 1995). Com o intuito de caracterizar a morfologia e a estratigrafia deste sistema deposicional laguna-barreira foi estudada a geologia de superfície e de subsuperfície. As características geológicas de superfície foram obtidas através da análise de aerofotografias e de imagens de satélite; de levantamentos topográficos e das análises geocronológicas por Luminescência Oticamente Estimulada em sedimentos superficiais. A geologia de subsuperfície foi caraterizada a partir da análise de perfis geofísicos registrados com sísmica rasa e de seções de georradar; junto foram integradas as análises granulométricas, palinológicas e geocronológicas (radioisótopos de 14C) coletadas em testemunhos de sondagem. Através da compilação crítica dos resultados obtidos, esta Tese apresenta evidências de que a gênese da barreira da Feitoria e da laguna na sua retaguarda, está correlacionada a topografia antecedente, marcada pela existência de um alto topográfico remanescente entre os paleovales fluviais dos rios Turuçu e Corrientes, onde este alto serviu de substrato para o início do desenvolvimento desta barreira. Também, é evidenciado que a evolução geomorfológica da barreira da Feitoria (orientação, truncamentos e tipologia dos cordões litorâneos), subdividida em nove fases de deposição, ocorreu associada as variações relativas do nível do mar a partir do Holoceno médio (8.000 anos A.P.). Observa-se também que foi influenciada diretamente pelas flutuações de alta frequência do nível de base da laguna dos Patos, causadas pela interação de três fatores: variabilidade no volume de precipitação na área da bacia de drenagem; marés meteorológicas causadas pelo vento; e alterações geomorfológicas na desembocadura da laguna dos Patos. O início da progradação dos cordões litorâneos na barreira da Feitoria ocorreu, aproximadamente, a 7.200 anos A.P., cronocorrelato ao período em que o nível relativo médio do mar ultrapassou o nível atual. A cota altimétrica da 1° crista destes cordões litorâneos encontra-se a 4,2 m acima do nível do mar atual, evidenciando a sobre-elevação do nível de base lagunar para a formação dos mesmos. A ilha da Feitoria, porção sul da barreira, teve sua formação, aproximadamente, a 5.000 anos A.P. associada ao rebaixamento do nível do mar e, consequentemente, ao afloramento do paleoalto topográfico da Feitoria. A partir deste período o controle sobre a morfologia e a orientação dos cordões litorâneos passa a ter uma maior influência associada as modificações na geomorfologia da desembocadura da laguna dos Patos (alta frequência). No entanto, as variações do nível de base lagunar (volume de precipitação e marés meteorológicas) de mais alta frequência são as responsáveis pela gênese das cristas dos cordões litorâneos. A deposição de sedimentos finos na área da laguna Pequena (retaguarda) começa antecedentemente a 7.730 anos A.P. com um aumento de influência marinha, próximo a esta idade, passando por um curto período com menor influência, retornando a aumentar a entrada de água salgada no interior da laguna dos Patos próximo a 7.000 anos A.P. A partir deste período, apesar das oscilações de alta frequência, passa a ter uma tendência de diminuir gradativamente a influência marinha no interior das lagunas dos Patos e Pequena. Esta diminuição da influência marinha pode ser correlacionada ao estreitamento do canal de ligação entre a laguna dos Patos e o oceano, assim como, o desenvolvimento da barreira da Feitoria diminuiu a comunicação entre a laguna Pequena e a laguna dos Patos.pt_BR
dc.description.abstractThe lagoon-barrier system of the Feitoria located on the western margin of the southern cell of the Patos lagoon - Rio Grande do Sul, Brazil - resembles geomorphologically, on a smaller scale, to the barrier system oceanic and chronologically to the Barrier IV system (Villwock e Tomazelli, 1995). In order to characterize the morphology and stratigraphy of this depositional lagoon-barrier system, the surface and subsurface geology were studied. The surface geological characteristics were obtained from the analysis of aerial photographs and satellite images; surveying and geochronological analyzes Optically Stimulated Luminescence of surface sediments. The subsurface geology was characterized by the analysis of geophysical profiles recorded with shallow and georadar seismic; and granulometric, palynological and geochronological analyzes (14C radioisotopes) of sedimentary records. This thesis presents evidences that the genesis of the Feitoria barrier and the Pequena lagoon is correlated with the previous topography, marked by the existence of a high topographic remnant among the fluvial paleovales of the Turuçu and Corrientes rivers, where this high served as a substrate for the beginning of the development of this barrier. Also, it is evidenced that the geomorphological evolution of the Feitoria barrier (orientation, truncations and typology of beach ridges), subdivided into 9 phases of deposition, was associated with sea level variations from the average Holocene (8,000 years Before the Present) and was also influenced directly by the high frequency fluctuations of the basal level of the Patos lagoon, caused by the interaction of three factors: variability in the volume of precipitation in the area of the drainage basin; wind tides; And geomorphological changes at the mouth of the Patos lagoon. The beginning of the development of the coastal strands in the Feitoria barrier occurred approximately 7,200 years B.P., chronologically during the period in which the average relative sea level exceeded the current level. The crest of the first ridge of these coastal strands is 4.2 m above current sea level, evidencing the over-elevation of the lagoon base level for their formation. The island of Feitoria, southern portion of the barrier, began approximately 5,000 years BP associated with the decline of sea level and the outcropping of the topographic paleoalto of Feitoria. From this period, the control over the morphology and orientation of the coastal strands will have a greater influence associated with the changes in the geomorphology of the mouth of the Patos lagoon (high frequency). However, variations in lagoon base level (volume of precipitation and wind tides) the highest frequency are responsible for the genesis of coastal beach ridges. The deposition of fine sediments in the Pequena lagoon area starts before 7,730 years BP with an increase of marine influence, near this age (palinological records), passing for a short period with less influence, returning to increase the entrance of salt water inside Patos lagoon, near to 7,000 years BP. From this period, despite the high frequency oscillations, there is a tendency gradually decrease the marine influence inside the lagoons Patos and Pequena. This decrease in the marine influence can be correlated to the narrowing of the channel connecting the Patos lagoon to the ocean, as well as the development of the Feitoria barrier, reducing the communication between the lagoons Pequena and Patos.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectGeotechnologiesen
dc.subjectGeotecnologiapt_BR
dc.subjectEvolução costeirapt_BR
dc.subjectCoastal evolutionen
dc.subjectGPRpt_BR
dc.subjectLagoon-barrier systemen
dc.subjectPatos, Lagoa dos (RS)pt_BR
dc.subjectGPRen
dc.subjectOSLen
dc.titleGênese e evolução do Sistema Laguna-Barreira da Feitoriapt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisor-coTomazelli, Luiz Josept_BR
dc.identifier.nrb001008826pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Geociênciaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record