Show simple item record

dc.contributor.advisorTeixeira, Igor Salomãopt_BR
dc.contributor.authorBarreiro, Carolina Niedermeierpt_BR
dc.date.accessioned2017-04-21T02:34:53Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/156956pt_BR
dc.description.abstractEste trabalho busca analisar a perspectiva de duas autoras, Marguerite Porète (1260-1310) e Margery Kempe (1373-1438), a respeito das relações de gênero a partir de suas obras. A partir da leitura dessas documentações, O Espelho das Almas Simples (1290) e The Book of Margery Kempe (1436), propomos as seguintes questões: como as autoras apresentaram as relações de gênero a partir de suas próprias interpretações, ressignificações e deslocamentos? Quais as linguagens utilizadas pelas autoras nas narrativas (vinculavam-se elas às formas hegemônicas de escrita masculina ou às escritas femininas não acessíveis àqueles sujeitos)? Para isso, partimos de uma análise qualitativa das obras em diálogo com os estudos de relações de gênero. Concluímos que tanto Porète quanto Kempe fizeram uso das formas hegemonicamente masculinas de escrita para questionar as próprias proposições de gênero expostas por eles, assim como utilizaram outras formas de expressão formulando novas possibilidades de enunciação feminina. No entanto, ainda que tenham gerado alguns deslocamentos nas hierarquias de gênero, estes foram limitados.pt_BR
dc.description.abstractThis academic work intends to analyze the perspective of two female authors, Marguerite Porète (1260-1310) and Margery Kempe (1373-1438), about gender relations through their books. By reading those documentations, O Espelho das Almas Simples (1290) and The Book of Margery Kempe (1436), we propose the following questions: how the female authors presented the genders relations through their own interpratations, new meanings and displacements? Which languagens were used by the female authors on their narratives (were they tied to the hegemonic forms of male writing or to the female writing not accessible to those subjects)? In order to doing that, we did a qualitative analysis of their works, dialoguing with the gender studies. We have concluded that both Porète and Kempe made use of the hegemonically masculine forms of writing to challenge their own propositions of gender exposed by those men, as well as they used other forms of expression creating new possibilities of female enuncation. Nonetheless, although they have produced some displacements in gender hierarchies, those were limited.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectGender relationsen
dc.subjectPorète, Marguerite, 1250?-1310?pt_BR
dc.subjectKempe, Margery, 1373?-1440?pt_BR
dc.subjectMiddle agesen
dc.subjectIdade médiapt_BR
dc.subjectHistória medievalpt_BR
dc.subjectRelações de gêneropt_BR
dc.subjectLiteraturapt_BR
dc.titleGênero no discurso : uma análise sobre as relações de gênero nas obras O Espelho das Almas Simples de Marguerite Porète e The Book of Margery Kempe de Margery Kempe (séc. XIII e XV)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001016682pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Filosofia e Ciências Humanaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016pt_BR
dc.degree.graduationHistória: Licenciaturapt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record