Show simple item record

dc.contributor.advisorBarros, Sergio Gabriel Silva dept_BR
dc.contributor.authorVaz, Marciapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicinapt_BR
dc.date.accessioned2018-01-09T02:27:00Zpt_BR
dc.date.issued1997pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/171810pt_BR
dc.description.abstractOs cálculos biliares vêm sendo estudados em diferentes populações quanto a prevalência, incidência, tipo de cálculo mais freqüente, fatores de risco e patogênese. O conhecimento do tipo de cálculo mais preval ente nas várias populações permite orientar estudos mais específicos quanto a fatores de risco e patogênese, bem como estabelecer condutas preventivas.Foi realizado um es t udo submetidos a coleci stectomia universitário de um centro prospectivo eletiva, em urbano, cujo em pacientes um hospi tal objetivo era determinar o tipo de cálculo da vesícula biliar de cada paciente, descrever a composição desses cálculos pela espectroscopia infravermelha e rel acioná- los com suas características macroscópicas e com as características dos pacientes de quem foram removidos. Foram analisados tinham cálculos de 123 pacientes colesterol . A dos quais 9 1 , idade média 1 % dospacientes com cálculos de colesterol foi inferior à idade dos com cálculos de pigmento , 45, 17 e 60, 27 anos , respectivamente (p=O, 000) . Entre os pacientes do sexo feminino , essa diferença r epetiu- se (p=O , 005) , mas não entre os pacientes do sexo masculino . As mulheres possuem mais cálculos de colesterol ( 94 , 1 %) do que os homens (77 , 3%) ; no entanto , os homens possuem mais cálculos de pigmento (22 , 7%) do que as mulheres (5 , 9%) (p=O , 02 6) . Os cálculos de colesterol são , preferencialmente , de cor marrom-amarelada, amarela ou marrom (95 , 5%) e de consistência dura ( 93 , 7 %) (p=O, 000) . A classificação do tipo de cálculo pelo aspecto macroscópico, comparado com a espectroscopia infravermelha , mostrou- se um método fidedigno (acurácia de 94 , 3 %). Assim, no nosso meio , o tipo de cálculo predominante é o de colesterol , afetando preferencialmente mulheres na 5a década de vida .pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectColelitíasept_BR
dc.subjectCalculospt_BR
dc.subjectVesícula biliarpt_BR
dc.titleComposição de cálculos da vesícula biliar em pacientes submetidos a colecistectomia eletiva no Hospital de Clinicas de Porto Alegrept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coHenriques, Amelia Teresinhapt_BR
dc.identifier.nrb000150788pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências em Gastroenterologia (até jan. 2011)pt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date1997pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record