Show simple item record

dc.contributor.advisorSaurin, Tarcísio Abreupt_BR
dc.contributor.authorFerreira, Dayane Maximiano Carvalhopt_BR
dc.date.accessioned2018-05-25T11:10:50Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/178717pt_BR
dc.description.abstractSistemas de saúde têm sido cada vez mais exigidos a serem mais eficientes, o que encorajou o uso de iniciativas de melhoria de processos. A partir de então, a Produção Enxuta (PE) surgiu como uma abordagem amplamente utilizada. Alguns resultados insatisfatórios da PE podem ser, parcialmente, explicados pela falta de considerar a complexidade dos serviços de saúde. Os sistemas de saúde são classificados como sistemas sócio-técnicos complexos (SSTC) devido à incerteza, diversidade e interações não-lineares. De acordo com a literatura, as implementações de Lean em serviços de saúde geralmente envolvem Kaizen, que tende a produzir ganhos significativos de eficiência e segurança através de mudanças relativamente pequenas e localizadas. Contudo, as melhorias locais podem implicar resultados globais indesejados, uma vez que as interações entre os elementos de sistemas complexos podem não ser lineares. Para isso, este trabalho desenvolve e aplica uma framework que visa avaliar projetos de melhoria em SSTC. O estudo foi realizado em uma unidade de internação de um hospital escola. As interações entre os projetos foram modeladas através do desenvolvimento de um diagrama de loop causal, o qual representou variáveis relacionadas a cinco projetos de melhoria analisados e um modelo FRAM. Os projetos também foram avaliados quanto ao seu impacto no sistema e sua adesão a boas práticas em Kaizen, identificadas na literatura. A framework demonstrou-se eficaz em elencar as variáveis para que possam influenciar positivamente os resultados dos projetos e embasar recomendações para a condução de novos projetos de melhoria por meio de uma visão sistêmica.pt_BR
dc.description.abstractHealthcare systems have been increasingly demanded to be more efficient, which has encouraged the use of process improvement initiatives. From these, lean production has emerged as a widely used approach. Some disappointing results of lean production can be partially due to the lack of consideration of the complexity of healthcare. Health systems are classified as Complex socio-technical systems (CSTS) due to the uncertainty, diversity, and non-linear interactions. According to the literature, the implementation of Lean in healthcare usually involves Kaizen, which tends to produce significant gains in efficiency and safety through relatively small and localized changes. However, local improvements may imply unwanted overall results, since interactions between elements of complex systems may not be linear. For this, this work develops and applies a framework that aims to evaluate improvement projects in CSTC. The study was performed in an in-patient surgical ward of a teaching hospital. The interactions between the projects were modelled through the development of a causal-loop diagram, which accounted for variables related to all five projects, and a FRAM model. The projects were also evaluated as to their impact on the system and their adherence to good Kaizen practices identified in the literature. The framework proved to be effective in highlighting the variables so that they can positively influence the projects results and support recommendations for conducting new improvement projects through a systemic view.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectComplex socio-technical systemsen
dc.subjectSistemas de saúdept_BR
dc.subjectFRAMen
dc.subjectProdução enxutapt_BR
dc.subjectCausal loop diagramen
dc.subjectContinuous improvement projecten
dc.subjectKaizenen
dc.subjectLean healthcareen
dc.titleFramework para avaliação de projetos de melhoria contínua sob a visão da complexidade : um estudo na área da saúdept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001066956pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Engenhariapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia de Produçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record