Show simple item record

dc.contributor.advisorGraudenz, Márcia Silveirapt_BR
dc.contributor.authorAngheben, Christian Zamberlanpt_BR
dc.date.accessioned2018-06-02T03:14:48Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/179072pt_BR
dc.description.abstractObjetivo: Comparar os resultados cefalométricos obtidos com tratamentos compensatórios e tratamentos orto-cirúrgicos para pacientes que apresentam Classe III esquelética. Metodologia: Foram selecionadas de forma retrospectiva telerradiografias iniciais e finais de 97 pacientes Classe III esquelética. Os critérios de inclusão foram: dentição permanente completa até primeiros molares, relação molar de Classe III, ausência de extrações dentárias durante o tratamento, ausência de problemas periodontais severos, Wits menor que -2mm, telerradiografia em normalateral iniciais e finais, fotografias intra e extra-bucais iniciais e modelos de gesso iniciais. Os pacientes foram divididos em 3 grupos. Grupo C: pacientes que foram submetidos ao tratamento ortodôntico associado à cirurgia ortognática (uni ou bimaxilar) totalizando 30 pacientes (idade média inicial 25,07 [22,90-25,56]). Grupo R pacientes que foram submetidos ao tratamento ortodôntico compensatório usando a prescrição Roth totalizando 30 pacientes (idade média inicial 16,22 [15,68-23,90]). Grupo B pacientes que foram submetidos ao tratamento ortodôntico compensatório usando a prescrição Biofuncional para Classe III totalizando 37 pacientes (idade média inicial 19,97 [18,53–24,68]). A severidade da Classe III foi determinada pela relação posterior e dividida em ¼, ½, ¾ e completa Todas as telerradiografias foram digitalizadas e seus traçados foram realizados pelo mesmo examinador no software Dolphin (Dolphin Imaging Versão 11.9). As variáveis estudadas foram divididas em grupos: Alterações Maxilares, Mandibulares, Maxilo-Mandibulares, Convexidade Facial, Padrão Facial, Posição dos dentes superiores, Posição dos dentes inferiores e Perfil Tegumentar. A análise estatística foi realizada utilizando o software SPSS, versão 18.0. [SPSS Inc. lançado 2009. PASW Statistics for Windows, Versão 18.0. Chicago: SPSS Inc.]. As variáveis contínuas simétricas foram expressas como média e erro padrão da média (± SEM) ou mediana e intervalo de confiança de 95% ([IC 95%]), definido pelo teste de Shapiro-Wilk. As variáveis categóricas foram descritas por frequências absolutas (n) e relativas (n%). Para comparação de meios entre grupos independentes, foi aplicada uma Análise de Variância Unidireccional (ANOVA) com teste post hoc de Tukey ou teste de Kruskal-Wallis com teste post hoc Dunn. Além disso, o teste de classificação assinado por Wilcoxon foi usado para dados emparelhados (por exemplo, medições pré e pós-tratamento). Por outro lado, as variáveis categóricas foram comparadas intragrupo pelo teste do Qui-Quadrado com análise residual ajustada padronizada. Todos os dados foram avaliados usando o SPSS, versão 18.0. O nível de significância foi fixado em 5%.Resultados: O grupo C apresentou uma severidade maior do 8 que os demais grupos tendo 73,3% dos pacientes com uma Classe III severa (3/4 e completa). Houve um avanço do ponto A (projeção da maxila) nos Grupos B e C e um recuo do mesmo no Grupo R. Já na mandíbula, apenas o Grupo C apresentou um recuo estatisticamente significativo. Os três grupos apresentaram uma melhora na relação Wits estatisticamente significativa. Contudo, apenas os grupos C e B apresentaram uma melhora significativa nas medidas ANB e NAP, mostrando que nestes grupos houve uma melhora no perfil dos pacientes. Em relação ao posicionamento dentário, o Grupo R apresentou uma vestibuloversão, extrusão e projeção dos incisivos superiores e uma linguoversão, retrusão e extrusão dos incisivos inferiores. Já o grupo Biofuncional apenas apresentou uma extrusão dos incisivos superiores e inferiores, sem alteração em relação à inclinação. O Grupo C apresentou uma descompensação com vestibuloversão dos incisivos inferiores e palatoversão dos incisivos superiores. Nos grupos C e B, os lábios superiores foram posicionados mais para anterior e os lábios inferiores mais para posterior, melhorando o perfil tegumentar. Já no grupo R, o lábio superior foi posicionado mais para posterior, deixando o perfil tegumentar mais côncavo. Conclusões: O grupo C e B apresentaram um avanço da maxila (Ponto A) semelhantes, enquanto que o Grupo R mostrou um recuo da mesma. Alterações mandibulares só ocorreram no grupo C. Houve uma melhora na convexidade facial e pefil tegumentar nos grupos C e B e houve uma piora no grupo R. O Grupo R apresentou maiores características de compensação dentária do que o grupo B, sendo que este último apresentou os melhores resultados quando opta-se pela camuflagem ortodôntica. Quando existe envolvimento de ambas as bases ósseas (maxila e mandíbula), o melhor tratamento é a associação de tratamento ortodôntico e cirurgia ortognática. Quando o envolvimento é apenas da maxila, o tratamento com a prescrição Biofuncional apresenta resultados semelhantes ao tratamento com ortodontia e cirurgia. A prescrição Biofuncional apresenta resultados de camuflagem melhores do que a prescrição Roth em todas as situações.pt_BR
dc.description.abstractObjective: To compare cephalometric results obtained with compensatory treatments and ortho-surgical treatments for patients with skeletal Class III. Methods: Initial and final cephalograms of 97 skeletal Class III patients were retrospectively selected. Inclusion criteria were: complete permanent dentition until first molars, Class III molar relationship, absence of dental extractions during treatment, absence of severe periodontal problems, Wits less than -2mm, teleradiography at initial and final, intra and extra photographs and initial gypsum models. Patients were divided into 3 groups. Group C: patients who underwent orthodontic treatment associated with orthognathic surgery (uni or bimaxillary) totaling 30 patients (initial mean age 25,07 [22,90-25,56]). Group R patients who underwent compensatory orthodontic treatment using the Roth prescription totaling 30 patients (initial mean age 16,22 [15,68-23,90]). Group B patients who underwent compensatory orthodontic treatment using the Biofunctional prescription for Class III totaling 37 patients (Initial mean age 19,97 [18,53-24,68]). The severity of Class III was determined by the posterior relationship and divided into ¼, ½, ¾ and complete. All cephalograms were digitized and their tracings were performed by the same examiner in Dolphin software (Dolphin Imaging Version 11.9). The variables studied were divided into groups: Maxillary, Mandibular, Maxillo-Mandibular, Facial Convexity, Facial Pattern, Upper Teeth Position, Lower Teeth Position and Tegumentary Profile. Statistical analysis was performed using SPSS software, version 18.0. [SPSS Inc. released 2009. PASW Statistics for Windows, Version 18.0. Chicago: SPSS Inc.]. The symmetric continuous variables were expressed as mean and standard error of the mean (± SEM) or median and 95% confidence interval ([95% CI]), defined by the Shapiro-Wilk test. Categorical variables were described by absolute (n) and relative (n%) frequencies. For comparison of means between independent groups, a Univirectional Variance Analysis (ANOVA) was applied with Tukey post hoc test or Kruskal-Wallis test with Dunn post hoc test. In addition, the Wilcoxon-signed classification test was used for paired data (for example, pre- and post-treatment measurements). On the other hand, the categorical variables were compared intra-group by the chi-square test with standardized adjusted residual analysis. All data were evaluated using SPSS, version 18.0. The level of significance was set at 5%. Results: Group C had a higher severity than the other groups, with 73,3% of patients with a severe Class III (3/4 and complete). There was a progression of point A (projection of the maxilla) in Groups B and C and a retreat of the same in Group R. In the mandible, only Group C presented a statistically significant 10 decrease. The three groups showed a statistically significant improvement in the Wits ratio. However, only groups C and B showed a significant improvement in ANB and NAP measurements, showing that in these groups there was an improvement in the patients' profile. Regarding tooth positioning, Group R presented vestibuloversion, extrusion and projection of the upper incisors and a linguoversion, retrusion and extrusion of the lower incisors. On the other hand, the Biofunctional group presented only an extrusion of the upper and lower incisors, with no change in relation to the inclination. Group C presented a decompensation with vestibuloversion of the lower incisors and palatoversion of the upper incisors. In groups C and B, the upper lips were positioned more anteriorly and the lower lips more posteriorly, improving the tegumentary profile. In the Roth group, the upper lip was positioned posteriorly, leaving the tegmental profile more concave. Conclusions: Group C and B presented similar maxillary advancement (Point A), while Group R showed a decrease of the same. Mandibular changes occurred only in group C. There was an improvement in facial convexity and tegumentary skin in groups C and B and there was worsening in group R. Group R presented higher tooth compensation characteristics than group B, and the latter presented the best results when opted for orthodontic camouflage. When there is involvement of both bone bases (maxilla and mandible), the best treatment is the association of orthodontic treatment and orthognathic surgery. When the involvement is only of the maxilla, the treatment with the prescription Biofuncional presents results similar to the treatment with orthodontics and surgery. The Biofunctional prescription presents better camouflage results than the Roth prescription in all situations.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectMá oclusãopt_BR
dc.subjectClass IIIen
dc.subjectCirurgia ortognáticapt_BR
dc.subjectOrthodontic-Surgical Treatmenten
dc.subjectCamouflageen
dc.subjectOrtodontiapt_BR
dc.titleComparação dos resultados cefalométricos obtidos com cirurgia ortognática e tratamento compensatório em pacientes classe IIIpt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.identifier.nrb001061696pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record