Mostrar el registro sencillo del ítem

dc.contributor.advisorNão disponívelpt_BR
dc.contributor.authorBusnello, Ellis Alindo D'Arrigopt_BR
dc.date.accessioned2019-04-23T11:02:29Zpt_BR
dc.date.issued1976pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/193250pt_BR
dc.description.abstractEsta tese versa sobre a integração dos serviços de saúde mental num sistema comunitário de saúde, apresentando como pesquisa o caso da Unidade Sanitária Murialdo, da Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul. Delineia inicialmente a problemática dos cuidauos de saúde, sejam gerais ou psiquiátricos, localizando sua situação crítica no distanciamento ocorrido entre a área da saúde e as populações que por ela devem ser atendidas, e salientando o aspecto da falta de uma rede de in formações médicas adequadas. Detém-se, a partir daí, nas possibilidades que a abordagem comunitária pode oferecer para a solução do impasse, percorrendo a bibliografia existente sobre o assunto e destacando os elementos necessários para traçar um panorama completo dos domínios da Psiquiatria Comunitária, seus objetivos, processos, recursos, inovações e os resultados das avaliações já realizadas nesse setor O núcleo do trabalho reside na descrição e interpretação da experiência efetuada no Rio Grande do Sul, junto à Unidade Sanitária Murialdo, da Secretaria da Saúde do Estado, visando à implantação do modelo comunitário nos serviços gerais ele saúde prestados por aquela Unidade, com ênfase na integração de um serviço de saúde mental nesse contexto. O projeto de reformulação é detalhado, com especial atenção ao papel dos prontuários adotados, que favoreceram não só o melhor relacionamento com os pacientes, como também o seu atendimento integral e com base nos quais se desenrola a própria história dos serviços reestruturados e o ensino e a pesquisa por eles promovidos. Essa descrição é complementada pelo estudo de dez casos de atendimento a famllias e quatro casos de atendimento a problemas prioritários, tendo por alvo a comprovação dos pontos antes defendidos e o fornecimento de material vivo para as conclusões da tese. Estas atestam que o sistema comunitário parece ter-se revelado o mais adequado para promover a saúde geral das populações e encurtar a distância entre médicos, pacientes e comunidades, proporcionando igualmente o impulso exigido para o progress ·o das ciências da saúde em direção do atendimento de massa. Num tal sistema, a integração da saúde mental é um requisito natural, pois não mais se justifica a classificação de problemas em físicos, mentais e sociais isoladamente.pt
dc.description.abstractThis thesis deals with the integration o f Mental Health Services in a Community Health System, presenting as a research the case of Unidade Sanitária Murialdo (Murialdo Sanitary Unit), of the Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul (Health Board o f thc State of Rio Grande do Sul, Braz i!). Jt outlines at first the problematics of health care, be it general or psychiatric, spotting its criticai situation in the alienation ocurred between the area of Health and thc populations that it should assist, and stressing the lack of a proper medicai informa tion network. From this point on, it examines the possibilities offered by the community approach to overcome this deadlock, perousing the bib liography on the subject and extracting the elemen ts needed to trace a complete view o f the domains o f Community Psychiatry, its obj ec tives, processes , resource s, innovations and the results of the avaliations already made in the sector. The center of thc work consists in the description and interpretation of the ex periment led in Rio Grande do Sul by the Murialdo Sanitary Unit of the State Board o f Health , aiming at the establishment o f the community model in the general health services provided by that Unit, with emphasis in the integration of a Mental Health service in that context. The project for the reform is detailed , with special attention to the role of the medicai records adopted, which fostered not only a better relationship with the patients, but also the comprehensive care, and based the history itself of the reformed services and the teaching and research by them promoted This description is complemented by the study of ten family case histories and case histories of four priority problems, with a view to comprobing the points prcviously defended and to supplying true material for the conclusions of the thesis. These conclusions certify tha t the community system seems to have proved the most adequa te for improving the general health o f the populations and for shortening the gap between physicians, patients and communities, and for providing the impulse for · the progress o f the Health Sciences toward mass care. In a system as such, the integration of Mental Health is a natural requirement, since there is no more a justification for classifying problems in physical, mental ou social, separately.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectServiços de saúde comunitáriapt_BR
dc.subjectServiços comunitários de saúde mentalpt_BR
dc.subjectPsiquiatria comunitáriapt_BR
dc.titleA integração da saúde mental num sistema de saúde comunitáriapt_BR
dc.typeTese de cátedra/livre docênciapt_BR
dc.identifier.nrb000160491pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date1976pt_BR
dc.degree.levelcátedra/livre docênciapt_BR


Ficheros en el ítem

Thumbnail
   

Este ítem está licenciado en la Creative Commons License

Mostrar el registro sencillo del ítem