Show simple item record

dc.contributor.advisorMeyer, Dagmar Elisabeth Estermannpt_BR
dc.contributor.authorSilveira, Catharina da Cunhapt_BR
dc.date.accessioned2019-12-07T04:05:35Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/202377pt_BR
dc.description.abstractEsta tese se situa no campo dos Estudos de Gênero e dos Estudos Foucaultianos e coloca em discussão o exercício da docência na Educação Infantil, realizado em escolas públicas e na periferia urbana. O movimento teórico-metodológico toma como ponto de partida o entrelaçamento entre gênero e governamentalidade neoliberal, para examinar o tempo presente e os investimentos que se faz sobre a docência neste contexto. O corpus empírico analisado emerge da conversa com professoras da rede municipal de ensino de Porto Alegre/RS, atuantes na Educação Infantil. Os ditos das docentes são analisados e permitem discutir como uma determinada noção de bem-estar infantil informa as professoras e as posiciona como sujeitos que enunciam não poder se isentar diante das necessidades das crianças e de suas famílias, desde uma determinada organização de suas rotinas de trabalho, da relação com outros serviços e instâncias de atenção à primeira infância e das políticas públicas que se direcionam à ela. Resulta da problematização que se empreende, o mapeamento de uma recorrência nas falas das professoras: a expressão bom senso. Aposta-se nessa expressão como um enunciado potente e, para tanto, considera-se algumas inscrições teóricas da expressão, para, então, traçar uma concepção particular e descrever e problematizar elementos constitutivos daquilo que se argumenta ser uma prática docente na Educação Infantil: a prática docente da professora sensata. Defende-se que o uso do bom senso é generificado e útil ao governo, na medida em que possibilita espaços de autoria docente que acabam por colocar em curso o governo da vida das populações que acessam a Educação Infantil, ao mesmo tempo, sugere-se que a docência sensata é potente para a produção de relações que acabam fissurando a captura total dos sujeitos que trabalham e acessam essas escolas de Educação Infantil.pt_BR
dc.description.abstractThis thesis is placed in the fields of Gender Studies and of Foucauldian Studies and fosters discussion regarding the practice of teaching in Early Childhood Education in public schools and schools located in the poor suburbs. The theoretical-methodological movement takes as a starting point the interlacing between gender and neoliberal governmentality to examine the present time, and the investments that are made in respect to teaching in this context. The analyzed empirical corpus emerges from the interviews with teachers from the municipal school network of Porto Alegre, Rio Grande do Sul, active in Early Childhood Education. The teachers’ statements are analyzed and allow discussing how a certain notion of child well-being informs the teachers and positions them as individuals who declare that they cannot remain neutral as to the needs of the children and their families from a given arrangement of their work routines, their relationship with other services and instances of early childhood care, and the public policies aimed at it. A result of the undertaken problematization is the mapping of a recurrence in the teachers’ statements: the expression “common sense”. A great emphasis is place on this expression as a powerful statement and, for this purpose, some theoretical inscriptions of the expression are considered to, then, inscribe a particular conception and describe and problematize constitutive elements of that which is disputed to be a teaching practice in Early Childhood Education: the teaching practice of the sensible teacher. It’s sustained that the practice of common sense in teaching is generified and useful to the government as far as it enables spaces of authorship in teaching that end up setting in motion the ruling of the life of the populations that access Early Childhood Education and, at the same time, it’s suggested that sensible teaching is powerful in producing relationships that end up fissuring the total capture of the individuals who work on and access these Early Childhood Education schools.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectTeachingen
dc.subjectDocênciapt_BR
dc.subjectEarly Childhood Educationen
dc.subjectEducação infantilpt_BR
dc.subjectEstudos de gêneropt_BR
dc.subjectGender Studiesen
dc.subjectFoucauldian Studiesen
dc.subjectSensate teachingen
dc.titleBom senso como prática docente na educação infantilpt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.identifier.nrb001107786pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Educaçãopt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record