Show simple item record

dc.contributor.authorKlein, Samantha
dc.date.accessioned2020-11-23T20:24:44Z
dc.date.available2020-11-23T20:24:44Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.issn2237-4086pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/215371
dc.description.abstractEm entrevista ao JU, a professora da Universidade Federal de Minas Gerais Nilma Lino Gomes discute o racismo e que é necessário utilizar a educação como ferramenta para combater essa mazela social. Nilma também foi a primeira reitora negra em uma universidade federal do Brasil, ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial em 2015 e ministra das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos do governo de Dilma Rousseff entre 2015 e 2016.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofJornal da Universidade, 2019, v. 22, n. 223, p. 8, maio.pt_BR
dc.rightsOpen Accesspt_BR
dc.subjectRacismopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectAção Afirmativapt_BR
dc.subjectCultura afro-brasileirapt_BR
dc.subjectLei de Diretrizes e Bases da Educação Nacionalpt_BR
dc.subjectUniversidade Federalpt_BR
dc.subjectAula magnapt_BR
dc.subjectUFRGSpt_BR
dc.titleEducação contra o racismopt_BR
dc.typeEntrevistapt_BR
dc.contributor.intervieweeGomes, Nilma Lino
dc.contributor.interviewerKlein, Samantha
dc.contributor.photographerZandavalli, Rochele
dc.description.imageNilma, uma mulher negra de cabelos curtos, óculos e blusa laranja, se apoia em uma mesa. Ao lado de suas mãos, um copo com água. Ao fundo, uma parede de madeira desfocada. Fonte: Secretaria de Comunicação Social/UFRGS, 2019. Colorida.pt_BR
dc.description.sectionEntrevistapt_BR
dc.relation.ispartofurihttp://hdl.handle.net/10183/207105pt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record