Show simple item record

dc.contributor.advisorNodari, Christine Tesselept_BR
dc.contributor.authorFacchini, Giovanapt_BR
dc.date.accessioned2021-09-02T04:24:19Zpt_BR
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/229413pt_BR
dc.description.abstractO nível de realismo em simuladores de direção pode influenciar diretamente nos resultados obtidos em pesquisas utilizando esse equipamento. Dessa forma, o objetivo principal desse estudo foi avaliar o impacto da idade na percepção de realismo em uma pesquisa em simulador de direção utilizando um Questionário de Presença. Os dados utilizados no presente trabalho foram obtidos a partir da amostra de um estudo de validação comportamental do simulador do Laboratório de Sistemas de Transportes (LASTRAN) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Os voluntários do estudo de validação possuíam idades entre 20 e 56 anos e para a presente pesquisa foram separados em dois grupos. (i) 20 a 29 anos e (ii) 30 anos ou mais. Os resultados apontaram uma correlação positiva entre o aumento da idade e maior sensação de presença. Além disso, observou-se que o grupo que experimentou maior sensação de presença se comportou de maneira mais próxima ao mundo real, dirigindo no simulador com velocidades mais próximas às velocidades desenvolvidas no veículo instrumentado.pt_BR
dc.description.abstractThe level of realism in driving simulators can directly influence the results obtained in research using this equipment. Thus, the main objective of this study was to evaluate the impact of age on the perception of realism in a driving simulator survey using a Presence Questionnaire. The data used in the present work were obtained from the sample of a behavioral validation study of the Transport Systems Laboratory (LASTRAN), at the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS) simulator. The volunteers in the validation study were aged between 20 and 56 years old and have been separated into two groups for the present research: (i) 20 to 29 years and (ii) 30 years or more. The results showed a positive correlation between increasing age and a greater sense of presence. In addition, it’s been observed that the group that experienced the higher sense of presence behaved more closely to the real world, driving in the simulator at speeds closer to the speeds developed in the instrumented vehicle.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectDriving simulatoren
dc.subjectSimulação computacionalpt_BR
dc.subjectCondução de veículopt_BR
dc.subjectPresenceen
dc.subjectPercepção do usuáriopt_BR
dc.subjectVolunteer ageen
dc.titleImpactos da idade na percepção de realismo em um simulador de direção utilizando questionário de presençapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001129474pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Engenhariapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2021pt_BR
dc.degree.graduationEngenharia Civilpt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record