Show simple item record

dc.contributor.advisorTessaro, Isabel Cristinapt_BR
dc.contributor.advisorKechinski, Carolina Pereirapt_BR
dc.contributor.authorLeidens, Natalypt_BR
dc.date.accessioned2012-01-26T01:19:59Zpt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/36920pt_BR
dc.description.abstractO consumo de uva e seus derivados aumenta a cada ano no Brasil e no mundo, por apresentarem componentes comprovadamente benéficos à saúde. A cultivar ‘Isabel’ é uma das principais variedades plantadas no país e esta possui características apropriadas para a elaboração de suco de uva. Este processamento gera cerca de 20 % de bagaço, composto pela semente, casca e engaço de uva, e seu conteúdo é rico em pigmentos chamados antocianinas. Visando o aproveitamento destes compostos, os objetivos deste trabalho foram extraí-los utilizando etanol e água, purificar este extrato com um sistema de osmose inversa (OI) e fracionar as antocianinas monoméricas e poliméricas testando membranas de ultrafiltração (UF) com massa molar de corte de 10, 30 e 50 kDa. Bagaço seco contendo teor de antocianinas totais de 457,66 ± 55,49 mg de cianidina 3-glicosídeo/100 g de bagaço foi submetido ao processo de extração durante 3 horas. O extrato com teor de 18 % de etanol permeou no módulo de osmose inversa por 3 horas, reduzindo a concentração de etanol para 2 %. A membrana de OI foi previamente estabilizada e o valor de permeabilidade hidráulica encontrado foi 2,95 L.m-2.h-1.bar-1. Para fracionar as antocianinas monoméricas e poliméricas, foram utilizadas membranas de UF de 10, 30 e 50 kDa, com permeabilidades hidráulicas de 5,17, 14,73 e 37,1 L.m-2.h-1.bar-1, respectivamente. Concluiu-se que a membrana de 50 kDa foi a mais eficiente, apresentando em seu permeado a maior concentração de antocianinas monoméricas (1,10 ± 0,01 mg de cianidina 3-glicosídeo/100 mL de extrato) e também o maior percentual destes compostos (31,92 ± 3,29 %). Estes resultados mostraram que a osmose inversa pode ser utilizada na purificação das antocianinas, mas para melhor fracionamento das antocianinas poliméricas das monoméricas novos estudos testando diferentes condições de operação e outras membranas podem ser realizados.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEngenharia químicapt_BR
dc.titleExtração, purificação e fracionamento das antocianinas do bagaço de uvapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000793119pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Engenhariapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2011pt_BR
dc.degree.graduationEngenharia Químicapt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record