Show simple item record

dc.contributor.advisorReis, Antonio Tarcisio da Luzpt_BR
dc.contributor.authorBochi, Thaís Caetanopt_BR
dc.date.accessioned2014-05-17T02:07:25Zpt_BR
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/95382pt_BR
dc.description.abstractA temática abordada na pesquisa trata dos problemas associados aos rios urbanos, onde a degradação ambiental ocasionada pelo desenvolvimento das cidades afeta a qualidade das águas e do espaço urbano. No Brasil, a maioria dos rios e arroios urbanos é utilizada como parte integrante da rede de coleta de esgoto sanitário e, por isso, são frequentemente canalizados. A situação se agrava nas áreas de ocupação espontânea a beira de mananciais e cursos d’água. Nesses locais a inexistência ou precariedade da infraestrutura de drenagem e saneamento básico colaboram para o aumento da frequência de inundações que causam danos ambientais e sociais a cidade. No entanto, a revitalização de rios urbanos é uma ação adotada a fim de reverter os impactos negativos gerados pelos usos indevidos dos corredores fluviais. O estudo tem como objetivo contribuir no entendimento de aspectos associados a gestão pública, infraestrutura, estrutura, uso e estética na revitalização de arroios em áreas de ocupação espontânea. A Microbacia do Arroio Riacho Doce, integrante da Bacia Hidrográfica do Arroio Dilúvio, em Porto Alegre, foi escolhida como área de estudo. A metodologia utilizada no trabalho, fundamentada na área de estudos de Ambiente-Comportamento, busca avaliar as atitudes e comportamentos diante das características físico-espaciais percebidas pelos habitantes da bacia. O uso de maquetes e simulações gráficas foi adotado a fim de facilitar o entendimento da população inquirida a respeito das avaliações propostas pela pesquisa. Os principais resultados obtidos revelam que embora os arroios da Vila Pinto apresentem uma situação grave de degradação ambiental associada a uma aparência negativa, os moradores desejam a revitalização dos corredores fluviais da Microbacia Riacho Doce. Indica-se, além da despoluição de seus arroios e a provisão de infraestrutura urbana de saneamento e drenagem: a provisão de usos de lazer diversificados em sua orla; a implantação de trilhas e ciclovias visando a priorização da circulação de pessoas e ciclistas em relação a circulação de veículos; a distribuição de vegetação na orla de forma que favoreça a criação de zonas de contato com a água, áreas sombreadas e ensolaradas, promovendo o uso sazonal e a estética da paisagem fluvial.pt_BR
dc.description.abstractRiver environmental degradation related to water quality and urban area due to the uncontrolled city’s development is discussed in this work. In Brazil, most urban rivers and streams are piped due to the usage as a part of the sewage system. This scenario worsen when there is irregular occupations around water supply sources. Moreover, the absence of water and sewer drainage and services increases inundation numbers harming cities environmentally and socially. However, river revitalization is an action performed with the purpose to repair negative impacts of undue usage of river corridors. Thus, this study aimed to contribute in the knowledge of subjects related to public management, infrastructure, structure, usage, and aesthetics in stream revitalization of irregular occupation areas. It was chosen the Riacho Doce micro watershed as the studied area, part of Arroio Dilúvio watershed, at Porto Alegre. The methodology used in this work is based on the Environment-Behavior area of study, and it aimed to evaluate attitudes and behaviors of inhabitants from this micro watershed over physical-spatial characteristics. It was used models and draws simulations to facilitate the understanding for the enquired population around the proposed evaluations in this work. Results revealed that inhabitants desires the revitalization of river corridors even that streams from Vila Pinto has a severe environmental degradation linked to a negative appearance. Analysis of inhabitant’s environmental perception showed that stream remediation and infrastructure provision are recommended as well as other important actions. Thus, the supply of leisure spaces around the waterfront, construction of trails for pedestrians and bicycle riders apart from roads, build a contact zones with water in green area, construction of shadow areas with different degrees of sun incidence are some actions strongly recommended to promote seasonal usage and river landscape aesthetic in the studied region.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectRevitalização ambientalpt_BR
dc.subjectRiver corridorsen
dc.subjectRios urbanospt_BR
dc.subjectRiver revitalizationen
dc.subjectRiver waterfrontsen
dc.subjectArroiospt_BR
dc.subjectDesenho urbanopt_BR
dc.subjectIrregular occupationsen
dc.subjectUrban designen
dc.subjectPercepção ambientalpt_BR
dc.subjectEnvironmental perceptionen
dc.titleCorredores fluviais urbanos : percepção ambiental e desenho urbanopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000914484pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Arquiteturapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2013pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record