Show simple item record

dc.contributor.advisorKrafta, Rômulo Celsopt_BR
dc.contributor.authorHeidrich, Rosanne Lipp Joãopt_BR
dc.date.accessioned2014-07-16T02:06:36Zpt_BR
dc.date.issued2000pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/97839pt_BR
dc.description.abstractO trabalho busca avaliar, através do estudo configuracional, o desempenho de um bairro construído originalmente a partir da implantação do projeto de um núcleo habitacional, cujo objetivo era erradicar as favelas do centro da cidade. Sua consolidação se dá pela ação de diferentes agentes, entre eles o Estado. Embora os objetivos do projeto original estivessem imbuídos de altos ideais sociais, o tratamento desigual dispensado pelo Estado à áreas justapostas provocou a não-integração sócio-espacial no assentamento. Assim, após 30 anos da sua implantação, é avaliado o desempenho do projeto comparativamente à área real existente. Busca-se verificar, sob o prisma da inter-relação entre espaço urbano e apropriação social, a espacialização da centralidade. É realizado um confronto entre a realidade consolidada e os objetivos implícitos ao planejamento inicial através da utilização do Modelo de Centralidade e à luz de conceitos teóricos inerentes à evolução urbana e à análise configuracional. O bairro é conhecido através dos resultados da aplicação do modelo em cinco diferentes períodos, ao longo de seu desenvolvimento. O confronto dos resultados indica que os espaços reservados, no projeto, ao desenvolvimento da centralidade não atingiram, na situação real, o objetivo esperado. Assim, decisões de planejamento resultaram em espaços de alto custo que não cumpriram a função almejada em termos sociais no espaço urbano real. Tais decisões contribuíram para a falta de integração entre o espaço urbano projetado e os demais, verificados na realidade, ao negarem a importância da estrada enquanto elemento preexistente e elo de ligação entre as diferentes áreas no assentamento e destas com o restante da cidade. Confirmou-se, portanto, a hipótese de que efeitos contraditórios podem ocorrer pela ausência de uma avaliação preliminar da interferência dos atributos espaciais sobre a dimensão social, pois a estrada demonstrou, desde o início, seu potencial de centralidade e desenvolveu-se neste sentido pela ação da população, enquanto as áreas definidas pelo projeto para desenvolver a centralidade, e a decorrente promoção e integração social, não se efetivaram.pt_BR
dc.description.abstractThis work has aimed at evaluating, through a configurational study, the performance of a suburban district built originally from the implementation of a project for a urban nucleus in the outskirts of Porto Alegre, RS, Brazil, to satisfy housing demands arising from the clearance of slums in the city centre. The consolidation of the district, afterwards, occurs as a result of the action of different agents, including the State. Although the objectives of the original project were imbued with high social ideals, the State, by creating and unequally treating juxtaposed areas, induced the social-spatial disintegration in the settlement. The performance of the project is assessed in comparison with the actual existing area after 30 years from its implementation. Under the prism of the interrelation between urban space and social appropriation, the spatialisation of the centrality is verified. Through the utilization of the Centrality Model and in the light of theoretical concepts inherent to the urban evolution and to the configurational analysis, a confrontation between the consolidated reality and the objectives implicit to the initial planning is then accomplished. The reality is known by examining the results of the model application in five different periods along the district’s development. These results indicate that the spaces reserved, in the project, to the development of the centrality, have not achieved, in the actual situation, the expected centrality. Therefore, project decisions resulted in high cost spaces which have not accomplished the aimed function in social terms. The large disintegration between the planned and the real areas (namely Restinga Nova and Restinga Velha, respectively) has been reinforced by the decision that there should be a few links with the pre-existing main road. This has led to the negation of the pre-existing element and its importance as a connector between the two areas, built along the time, and these two and the remaining urban area. Therefore, it has been confirmed the hypothesis stating that contradictory effects can occur by the absence of a preliminary evaluation of the interference of the spatial attributes on the social dimension. Since the beginning, the road showed its centrality potential and developed towards this direction through the intervention of the population. Whereas the areas built from the project to develop the centrality and the expected deriving social promotion and integration have not been accomplished.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectRestinga (Porto Alegre, RS)pt_BR
dc.subjectConfiguração urbanapt_BR
dc.titleProjeto e realidade na consolidação de uma área urbana : bairro Restinga-Porto Alegre/RSpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000284469pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Arquiteturapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2000pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record