Repositório Digital

A- A A+

O consumo de drogas lícitas e/ou ilícitas na gestação : repercussões sobre a saúde do recém-nascido

.

O consumo de drogas lícitas e/ou ilícitas na gestação : repercussões sobre a saúde do recém-nascido

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O consumo de drogas lícitas e/ou ilícitas na gestação : repercussões sobre a saúde do recém-nascido
Autor Silva, Caroline André
Orientador Gouveia, Helga Geremias
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Alcoolismo
Drogas ilícitas
Gravidez
Hábito de fumar
Resumo Esse estudo teve por objetivo caracterizar as mães que fizeram uso de drogas lícitas e/ou ilícitas na gestação, o tipo de droga e seu uso, e as repercussões nos seus recém-nascidos. Este estudo se deriva do projeto “Fatores associados à realização de cesariana em Hospital Universitário”. Trata-se de um estudo quantitativo de corte transversal. A amostra inicial foi de 361 puérperas, sendo que para este estudo específico foram analisadas 135 puérperas, que fizeram uso de drogas na gestação. Os dados foram coletados em prontuários eletrônico e físico, carteira pré-natal e questionário estruturado. Foi realizada a análise descritiva dos dados. Foi constatado que 37,4% das mulheres usaram drogas durante a gestação. Em apenas 48,1% o registro do uso de drogas na carteira pré-natal coincidiu com o referido pela puérpera no questionário. Eram 87,4% adultas, 25,2% com ensino médio completo, 36,7% com renda abaixo de um salário mínimo, 70,4% multigestas e 49,6% tiveram aborto prévio. O uso de álcool e de tabaco foi igualmente de 64,6%; apenas sete mulheres referiram terem feito de drogas ilícitas. A maioria das usuárias de álcool e de drogas ilícitas fizeram o uso apenas no primeiro trimestre, enquanto a maioria das usuárias de tabaco fizeram uso durante toda a gestação. Grande parte dos recém-nascidos nasceram dentro dos padrões de normalidade, porém notou-se uma taxa de 13,2% de recém-nascidos com Apgar abaixo de 7 no primeiro minuto de vida. Este estudo mostrou-se relevante para conhecermos as mulheres usuárias de drogas e seus recém-nascidos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/101262
Arquivos Descrição Formato
000931394.pdf (941.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.