Repositório Digital

A- A A+

Consenso brasileiro para o diagnóstico e tratamento do hipertireoidismo : recomendações do Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

.

Consenso brasileiro para o diagnóstico e tratamento do hipertireoidismo : recomendações do Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Consenso brasileiro para o diagnóstico e tratamento do hipertireoidismo : recomendações do Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Outro título The Brazilian consensus for the diagnosis and treatment of hyperthyroidism : recommendations by the Thyroid Department of the Brazilian Society of Endocrinology and Metabolism
Autor Maia, Ana Luiza Silva
Scheffel, Rafael Selbach
Meyer, Erika Laurini de Souza
Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva
Carvalho, Gisah Amaral de
Graf, Hans
Vaisman, Mario
Maciel, Léa Maria Zanini
Ramos, Helton Estrela
Tincani, Alfio José
Andrada, Nathalia Carvalho de
Ward, Laura Sterian
Resumo Introdução: O hipertireoidismo é caracterizado pelo aumento da síntese e liberação dos hormônios tireoidianos pela glândula tireoide. A tireotoxicose refere-se à síndrome clínica decorrente do excesso de hormônios tireoidianos circulantes, secundário ao hipertireoidismo ou não. Este artigo descreve diretrizes baseadas em evidências clínicas para o manejo da tireotoxicose. Objetivo: O presente consenso, elaborado por especialistas brasileiros e patrocinado pelo Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, visa abordar o manejo, diagnóstico e tratamento dos pacientes com tireotoxicose, de acordo com as evidências mais recentes da literatura e adequadas para a realidade clínica do país. Materiais e métodos: Após estruturação das questões clínicas, foi realizada busca das evidências disponíveis na literatura, inicialmente na base de dados do MedLine-PubMed e posteriormente nas bases Embase e SciELO – Lilacs. A força das evidências, avaliada pelo sistema de classificação de Oxford, foi estabelecida a partir do desenho de estudo utilizado, considerando-se a melhor evidência disponível para cada questão. Resultados: Foram definidas 13 questões sobre a abordagem clínica inicial visando ao diagnóstico e ao tratamento que resultaram em 53 recomendações, incluindo investigação etiológica, tratamento com drogas antitireoidianas, iodo radioativo e cirurgia. Foram abordados ainda o hipertireoidismo em crianças, adolescentes ou pacientes grávidas e o manejo do hipertireoidismo em pacientes com oftalmopatia de Graves e com outras causas diversas de tireotoxicose. Conclusões: O diagnóstico clínico do hipertireoidismo, geralmente, não oferece dificuldade e a confirmação diagnóstica deverá ser feita com as dosagens das concentrações séricas de TSH e hormônios tireoidianos. O tratamento pode ser realizado com drogas antitireoidianas, administração de radioiodoterapia ou cirurgia de acordo com a etiologia da tireotoxicose, as características clínicas, disponibilidade local de métodos e preferências do médico-assistente e paciente. Arq Bras Endocrinol Metab. 2013;57(3):205-32
Abstract Introduction: Hyperthyroidism is characterized by increased synthesis and release of thyroid hormones by the thyroid gland. Thyrotoxicosis refers to the clinical syndrome resulting from excessive circulating thyroid hormones, secondary to hyperthyroidism or due to other causes. This article describes evidence-based guidelines for the clinical management of thyrotoxicosis. Objective: This consensus, developed by Brazilian experts and sponsored by the Department of Thyroid Brazilian Society of Endocrinology and Metabolism, aims to address the management, diagnosis and treatment of patients with thyrotoxicosis, according to the most recent evidence from the literature and appropriate for the clinical reality of Brazil. Materials and methods: After structuring clinical questions, search for evidence was made available in the literature, initially in the database MedLine, PubMed and Embase databases and subsequently in SciELO – Lilacs. The strength of evidence was evaluated by Oxford classification system was established from the study design used, considering the best available evidence for each question. Results: We have defined 13 questions about the initial clinical approach for the diagnosis and treatment that resulted in 53 recommendations, including the etiology, treatment with antithyroid drugs, radioactive iodine and surgery. We also addressed hyperthyroidism in children, teenagers or pregnant patients, and management of hyperthyroidism in patients with Graves’ ophthalmopathy and various other causes of thyrotoxicosis. Conclusions: The clinical diagnosis of hyperthyroidism usually offers no difficulty and should be made with measurements of serum TSH and thyroid hormones. The treatment can be performed with antithyroid drugs, surgery or administration of radioactive iodine according to the etiology of thyrotoxicosis, local availability of methods and preferences of the attending physician and patient. Arq Bras Endocrinol Metab. 2013;57(3):205-32
Contido em Arquivos brasileiros de endocrinologia & metabologia. São Paulo. Vol. 57, n. 3 (abr. 2013), p. 205-232
Assunto Brasil
Diagnóstico
Hipertireoidismo
Terapêutica
[en] Antithyroid drugs
[en] Graves’ disease
[en] Thyrotoxicosis
[en] Toxic nodular goiter
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/101538
Arquivos Descrição Formato
000914971.pdf (216.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.