Repositório Digital

A- A A+

“Águas do meu Rio Grande” : a universalização do acesso ao saneamento pelo CORSAN

.

“Águas do meu Rio Grande” : a universalização do acesso ao saneamento pelo CORSAN

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título “Águas do meu Rio Grande” : a universalização do acesso ao saneamento pelo CORSAN
Autor Costa, Cristina Alfama
Orientador Nique, Walter Meucci
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Administração Pública Contemporânea.
Assunto Gestão pública
Saneamento básico
Universalização
Resumo A universalização do acesso ao saneamento está na pauta das discussões políticas mundiais há muito tempo. No Brasil, de um modo geral, os fatores que influenciaram a não consolidação deste tema foram: a carência de recursos financeiros, a falta de políticas públicas contínuas e permanentes e a demora na definição objetiva do titular da prestação dos serviços de saneamento. A Companhia Riograndense de Saneamento (CORSAN), foco deste estudo, atende quase que 70% da população do estado (mais de 322 municípios), sendo parte significativa na universalização do acesso ao saneamento no Rio Grande do Sul. Em 2011 a CORSAN apresentou o índice de atendimento total e urbano de água de 84,5% e 91,3%, e de atendimento total e urbano de esgoto de 8,5% e 10,1%, para os municípios atendidos com água. As três metas de atendimento consideradas neste estudo foram as definidas: no Plano Nacional de Saneamento Básico (PLANSAB), na visão da CORSAN e na universalização do acesso (100% para atendimento de água e esgoto). O objetivo deste estudo foi a obtenção de uma estimativa de investimentos necessários para o atendimento às metas consideradas, de modo a servir de base para os planejamentos futuros da CORSAN. Em complementação aos valores obtidos foi considerada a eficiência da CORSAN em relação a outras empresas de saneamento, juntamente com a proposição de alternativas de viabilidade de atendimento. Na estimativa dos valores não foram considerados os dados referentes aos municípios de São Gabriel e Uruguaiana, porque no momento estes municípios não são atendidos pela CORSAN. Os resultados indicam que para o acesso ao saneamento dos municípios atendidos com água pela CORSAN, e considerando as três metas propostas neste estudo, serão necessários investimentos da ordem de: R$ 5,7 a 24,6 bilhões, até 2033. A avaliação dos indicadores mostrou que existem boas oportunidades de melhoria e que as diversidades regionais devem ser levadas em consideração nos comparativos, tanto para as despesas quanto para o investimento nos sistemas. A geração de proposições e de alternativas operacionais, comerciais e de investimento, e a sua valoração, juntamente com soluções regionalizadas e de tecnologia, permitiram visualizar o quanto algumas mudanças podem refletir em retorno financeiro. A relevância do estudo consiste no conhecimento dos recursos necessários para o atendimento das metas consideradas, e nas formas de garantir recursos financeiros com foco na universalização dos serviços.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/101867
Arquivos Descrição Formato
000931828.pdf (1.355Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.