Repositório Digital

A- A A+

Tradução e adaptação de software para o auxílio na identificação de maus tratos em crianças e adolescentes

.

Tradução e adaptação de software para o auxílio na identificação de maus tratos em crianças e adolescentes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tradução e adaptação de software para o auxílio na identificação de maus tratos em crianças e adolescentes
Autor Calza, Tiago Zanatta
Orientador Castellá Sarriera, Jorge
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Adolescência
Maus-tratos infantis
Programas de computador
[en] Adolescence
[en] Childhood
[en] Maltreatment
[en] Software
Resumo O objetivo deste trabalho foi fazer a tradução e a adaptação do conteúdo do software “Módulo de Apoyo a la Gestión del Riesgo Social en la Infancia y la Adolescencia (MSGR)” para o contexto brasileiro. Por sua vez, o software visa auxiliar profissionais de diversas áreas a identificar e a como proceder diante de casos de suspeitas de maus tratos contra crianças e adolescentes. Foram realizados dois estudos empíricos. O primeiro estudo refere-se à tradução e à adaptação dos itens presentes no software, divididos em duas fases: (1) tradução dos itens, através do método backtranslation; e (2) validação por juízes, a fim de avaliar o nível de adequação dos itens originais, e grupos de discussão, para discutir os itens que não tiveram concordância igual ou superior a 80% entre os juízes e propor uma ação recomendada para cada tipo de gravidade. Participaram como juízes cinco profissionais especialistas na temática de maus tratos. Nos grupos de discussão participaram quatro profissionais que têm experiência no atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência. Os resultados da avaliação dos juízes apontaram 40 itens do software como não tendo o índice de concordância mínimo de 80% esperado. O grupo de discussão, por sua vez, decidiu o formato final de tais itens. Além disso, sugeriu a troca de nomenclaturas, além de propor o acionamento de diversos serviços de proteção para cada gravidade detectada. Discutem-se as mudanças realizadas, os diferentes serviços da rede de proteção, assim como o Estatuto da Criança e do Adolescente. O segundo estudo foi a aplicação piloto do software, já traduzido e adaptado. Participaram desta etapa 16 adultos, selecionados por conveniência,com idades entre 22 e 55 anos. Estes foram instruídos a responder a três estudos de caso fictícios, apontando as dúvidas de compreensão dos itens, além de suas opiniões quanto ao manejo e a utilidade do software. Os resultados indicaram dificuldades de compreensão de algumas palavras, especialmente entre os participantes que tinham somente o Ensino Médio completo. Também houve dúvidas quanto à ambiguidade de itens, além de tentativas de indução de respostas, mesmo quando as observações correspondentes não estavam contempladas no estudo de caso. Discutem-se aspectos relativos a facilitar o entendimento das questões e ao uso do software, além da importância deste para o auxílio na notificação das suspeitas. Por fim, ressalta-se a relevância da divulgação dos conhecimentos científicos acerca da identificação de maus tratos para a população, assim como o desenvolvimento de novas ferramentas para a utilização na proteção dos direitos da infância e adolescência.
Abstract The aim of this work was to translate and adapt to the Brazilian context the content of the software “Módulo de Apoyo a la Gestión del Riesgo Social en la Infancia y la Adolescencia (MSGR)”. This software aims to help professionals of many fields to identify and proceed when facing cases that involve suspicion of child and adolescent abuse. Two empirical studies were performed: The first study concerns the translation and adaptation of the software’s items in two stages: (1) translation of the items through the backtranslation method; and (2) validation from the judges to evaluate the level of adequacy of the original items, and discussion groups to discuss the items which did not reach 80% or more of agreement among the judges and to propose recommended actions for each severity level. Five professionals who are experts in this subject participated as judges. Four professionals who have experience in care service for children and adolescents who have been victims of abuse were part of the discussion groups. The results of the judges’ evaluation point 40 software items which have not achieved the expected minimum of 80%. The discussion group, in turn, made decisions about the final arrangement of those items. Besides that, the group suggested terminology changes, and the activation of several protection services for each level of severity detected. It discussed the changes, the child protection network’s different services, and also the Child and Adolescent Statute. The second study was the pilot application of the software after it had been translated and adapted. Sixteen adults participated in this stage. The selection criterion was convenience, and their ages ranged from 22 to 55 years old. They were instructed to answer three fictitious case studies, pointing doubts regarding the items and voicing their opinions regarding the handling and the utility of the software. The results show the difficulties to understand certain words, especially among participants who had only finished secondary school. There were also doubts regarding the ambiguity of some items, and some attempts to induce answers even when the corresponding observations were not considered by the case study. Aspects related to helping understand the issues raised and to the use of the software were discussed, as well as the importance of the software for notifying suspicion. Finally, we highlight the relevance of disseminating scientific knowledge related to the identification of abuse, as well as the development of new tools for protecting the rights of children and adolescents.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/102332
Arquivos Descrição Formato
000933068.pdf (1.393Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.