Repositório Digital

A- A A+

Estudo de série de casos : perfil dos pacientes do HCPA portadore de queilite actínica

.

Estudo de série de casos : perfil dos pacientes do HCPA portadore de queilite actínica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo de série de casos : perfil dos pacientes do HCPA portadore de queilite actínica
Outro título Series of cases study : profile of patients treated at the HCPA diagnosed with AC of the lip
Autor Medella Junior, Francisco de Assis Carvalho
Orientador Munerato, Maria Cristina
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Patologia bucal
[en] Actinic cheilitis (AC)
[en] Lip
[en] Squamous cell carcinoma (SCC)
Resumo A queilite actínica (QA) é considerada uma desordem potencialmente maligna e atinge predominantemente indivíduos de pele clara, expostos cronicamente ao sol. Amplamente descrito na literatura, a radiação ultravioleta (UV-B) é um importante indicador de risco para o desenvolvimento de QA e câncer de lábio. Atualmente, não há consenso em relação à freqüência com a qual ocorre a transformação da QA em câncer de lábio (CA). A análise morfológica deste tipo de lesão é extremamente subjetiva e difícil de prever quais lesões irão progredir para o câncer de lábio. Raros são os estudos de acompanhamento clínico de pacientes inicialmente diagnosticados com QA, avaliando o curso da doença desde seu diagnóstico. Realizou-se um estudo de série de casos em prontuários de pacientes do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) que tiveram diagnóstico anatomopatológico de QA, avaliando se houve transformação maligna ou não, gênero, idade, cor da pele, tabagismo, ocupação e tempo de acompanhamento. Foi traçado o perfil desses pacientes no que se refere às condições clínicas prévias ao câncer labial e à evolução do quadro clínico. Dos pacientes, 24% tiveram diagnóstico posterior de CA de lábio, a taxa de transformação foi de 83% para os homens e 17% para as mulheres. Quanto à localização anatômica, 100% eram em lábio inferior. A faixa etária predominante foi a quinta década de vida (84%). Evoluíram para displasia epitelial 22% das QA, enquanto 54% permaneceram estáveis. Eram fumantes ou ex-fumantes 52% dos pacientes. Quanto ao tratamento, 44% receberam somente cremes com FPS, 10% crioterapia, 22% ampliação das margens e 24% ressecção total da lesão. A importância do diagnóstico da QA nas seguintes premissas: a precocidade de sua identificação orienta as medidas preventivas ao CA de lábio, a biópsia parcial inicial confirma o diagnóstico clínico de QA, estabelece a periodicidade das consultas de acompanhamento e a indicação de novas biópsias quando houver alterações clínicas.
Abstract Actinic cheilitis (AC) is considered a carcinogenic injury and predominantly affects fair-skinned individuals, chronically exposed to solar radiation. It is widely described in the literature that ultraviolet radiation (UV-B) is an important risk factor for the development of actinic cheilitis and lip cancer. Currently, there is no consensus regarding the frequency with which it occurs the transformation of actinic cheilitis in squamous cell carcinoma (SCC). Morphological analysis of this type of injury is extremely subjective and difficult to predict which lesions will progress to oral cancer. Few studies of clinical follow-up of patients initially diagnosed with actinic cheilitis, assessing the course of the disease since his diagnosis. To conduct a series of cases study in which patients had pathological diagnosis of AC of the lip, assessing future occurrence of SCC, gender, age, skin color, smoking, occupation, and time free of disease. Reviewing medical registers of patients treated at the Hospital of Clinicas of Porto Alegre (HCPA) diagnosed with AC, and to assemble a profile of clinical conditions prior to lip cancer and to progression of the disease. Of the patients, 24% were diagnosed with QA subsequent diagnosis of CA, the malignancy rate was 83% for men and 17% for women. As the location, 100% QA on the lower lip. Age, 84% after the fifth decade of life. Progressed to SCC, 24%, 22% had some degree of dysplasia and 54% remained stable. 52% reported being smokers or former smokers. Regarding treatment, 44% received only lotion with SPF, cryotherapy 10%, 22% widening of margins and 24% total resection of the lesion. The importance of diagnostic of QA on the following assumptions: the early identification guides to the CA lip preventive measures, the initial partial biopsy confirmed the clinical diagnosis of QA and establishes the frequency of follow-up and to detect new biopsies when changes clinics.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/102472
Arquivos Descrição Formato
000935795.pdf (671.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.