Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do efeito de diferentes cimentos endodônticos na resistência de união de pinos de fibra de vidro cimentados por dois cimentos resinosos

.

Avaliação do efeito de diferentes cimentos endodônticos na resistência de união de pinos de fibra de vidro cimentados por dois cimentos resinosos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do efeito de diferentes cimentos endodônticos na resistência de união de pinos de fibra de vidro cimentados por dois cimentos resinosos
Outro título Evaluation of the effect of different sealer cement on the push-out bond strength of fiber glass posts cemented by two resin cements
Autor Menezes, Karina da Silva
Ruiz, Luciana Fantinel
Orientador Coelho de Souza, Fábio Herrmann
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Cimentos
Endodontia
Materiais odontologicos
Pinos
[en] Bond strength
[en] Dentin
[en] Fiberglass post
[en] Resin cements
Resumo Não há um consenso no meio acadêmico em relação aos fatores que podem influenciar na qualidade da adesão dos pinos de fibra de vidro à estrutura dentinária radicular. Em razão disso, é que o presente estudo tem por objetivo avaliar a influência de diferentes cimentos endodônticos na resistência de união de pinos de fibra de vidro proporcionada por dois cimentos resinosos (convencional e autoadesivo), através do teste de push-out. Uma amostra de 80 dentes bovinos (incisivos inferiores) foi dividida em 4 grupos compostos por 20 dentes cada. Os dentes tiveram seus condutos tratados endodonticamente, sendo utilizado Digluconato de Clorexidina 0,12% como solução irrigadora. Os cimentos obturadores foram: Grupo I: a base de óxido de zinco e eugenol (Endofill); Grupo II: de base resinosa (AH plus); Grupo III: a base de MTA (Fillapex) e Grupo IV: controle, apenas guta-percha. Os condutos foram desobturados restando 4 mm de material obturador na região apical. Após o preparo dos pinos, 10 elementos de cada grupo foram submetidos à cimentação com cimento resinoso convencional (Relyx ARC) e os outros 10 ao cimento autoadesivo (Relyx U200). Em seguida, os espécimes foram submetidos a cortes transversais de 2mm para a avaliação do teste de push-out (velocidade de deslocamento: 1mm/min) e análise de microscopia estereoscópica para verificação dos padrões de fratura. Os dados foram tabulados e submetidos à análise estatística através dos testes Kruskal – Wallis e Qui² com níveis de significância de 5%. Houve diferença estatisticamente significativa entre o grupo 1A (Relyx Endofill) em relação aos demais grupos (p = 0,043). Não se encontrou diferenças estatisticamente significativas para a resistência de união entre os diferentes terços radiculares para todos os cimentos empregados (p > 0,05). A análise dos padrões de fratura para o cimento Relyx ARC não demonstrou diferenças entre os grupos de cimentos endodônticos (p = 0,619), sendo que para todos eles as fraturas concentraram-se no padrão adesiva cimento-dentina. Para o cimento Relyx U200, houve diferença significativa entre os grupos de cimentos endodônticos (p = 0,015), sendo que todos os grupos concentraram suas fraturas no padrão adesiva cimento-dentina, e o grupo 2B (U200 AH Plus) demonstrou um número maior de fraturas do tipo coesiva da dentina. O cimento endodôntico Endofill interferiu na resistência de união dos pinos cimentados com cimento resinoso convencional (Relyx ARC). Os diferentes cimentos endodônticos empregados não influenciaram na resistência de união dos pinos cimentados com cimento resinoso autoadesivo (Relyx U200). Os dois cimentos resinosos demonstraram performances similares nas diferentes áreas de dentina radicular (1/3 cervical, médio e apical).
Abstract There isn’t a consensus in academy regarding the factors that can influence the quality of the adhesion of glass fiber posts to root dentin structure. For this reason, is that the present study aims to evaluate the influence of different sealer cements on the bond strength of fiber glass post offered by two resin cements (conventional and self-adhesive), through the push-out test. A sample of 80 bovine teeth (incisors) were divided into four groups each composed of 20 teeth. The teeth were endodontically treated being used Chlorhexidine digluconate 0,12 % as irrigating solution. The sealer cements were: Group I -based zinc oxide and eugenol (Endofill), Group II: basic resin (AH plus) and Group III: base MTA (Fillapex) and Group IV: control, only gutta percha. The filling material was removed of the conduits were remaining 4 mm of filling material in the apical region. After preparation posts, 10 elements in each group underwent conventional cementation with resin cement (Relyx ARC) and the other 10 self-adhesive cement (Relyx U200). Then, the specimens were subjected to 2 mm transverse sections to assess the push-out test (cosshead speed: 1mm/min) and analysis of stereoscopic microscopy to verify the fracture patterns. Data were tabulated and analyzed statistically using the Kruskal-Wallis and Chi-square with significance level of 5 %. There was statistically significant difference among group 1A (Relyx Endofill) compared to the other groups (p = 0.043). There was no statistically significant differences for the bond strength among the different root thirds for all employes cements (p >0 .05). The analysis of the fracture patterns for cement Relyx ARC showed no differences among the group of cements (p = 0.619), and for them all fractures have focused on standard cement adhesive bonding. To cement Relyx U200, significant difference among the groups of sealers (p = 0.015), with all groups focused their fractures in standard cement-dentin adhesive, and group 2B (U200 Plus AH) demonstrated a greater number of posts cemented with cohesive bonding fractures. The sealer Endofill decreased the bond strength of conventional resin cement (Relyx ARC). Different sealers employes did not influence the bond strength of pots cemented with self-adhesive resin cement (U200). The two resin cements showed similar performances in different areas of root dentin (third cervical, middle and apical).
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/102484
Arquivos Descrição Formato
000933423.pdf (810.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.