Repositório Digital

A- A A+

Caracterização de sedimentos fluviais potencialmente contaminados e avaliação de possíveis alternativas de recuperação

.

Caracterização de sedimentos fluviais potencialmente contaminados e avaliação de possíveis alternativas de recuperação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização de sedimentos fluviais potencialmente contaminados e avaliação de possíveis alternativas de recuperação
Autor Haas, Luana Vitória
Orientador Fernandes, Andreia Neves
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química Industrial.
Assunto Cromo
Enxofre
Mercurio
Sedimento
Resumo O estudo dos sedimentos fluviais é de grande importância ambiental. Contaminantes muitas vezes indetectáveis na água, podem se concentrar nos sedimentos e causar sérios problemas, pois os mesmos atuam tanto como de sítio de retenção quanto de liberação de agentes tóxicos. Este trabalho visou à caracterização de amostras de sedimentos fluviais, situados na bacia hidrográfica do Guaíba, RS (arroios da Areia, Portão e Luiz Rau), servindo de base para o estudo e proposta de uma técnica de remediação dos materiais depositados. Os sedimentos foram caracterizados por meio de análises morfológicas, físico-químicas, termais e espectroscópicas. O resultado da análise textural mostrou predominância de silte-argila nas amostras dos arroios Luiz Rau e Portão e de areia no arroio da Areia. Assim, para viabilizar a comparação dos demais resultados analíticos e tratamentos propostos, a avaliação dos sedimentos foi realizada para a fração fina (<63 mm), que tende a concentrar os contaminantes de interesse. Os dados obtidos com as técnicas de calcinação, análise termogravimétrica (TGA) e espectroscopia na região do infravermelho com transformada de Fourier (FT-IR) indicaram expressiva ocorrência de matéria orgânica. A determinação do teor de metais resultou em valores de concentração de Hg e Cr acima dos respectivos níveis de efeitos toleráveis à biota, de acordo com a Resolução CONAMA nº 454/2012. Ressalta-se que tanto o Cr quanto o Hg possuem afinidade com a matéria orgânica presente nos sedimentos. Também foram observados teores relativamente altos de enxofre, o que pode denotar formação de sulfetos estáveis e insolúveis com o mercúrio. Os resultados indicam a necessidade de cuidadosa atenção para estes ambientes possivelmente contaminados e de tomada de ações para a sua recuperação. Por conta disto, após a avaliação de diferentes estratégias de remediação constantes na literatura, propõe-se, ao final do estudo de revisão bibliográfica, a alternativa de eletrorremediação para recuperar os sedimentos contaminados. Considerando o estado da arte das técnicas de remediação de sedimentos, a aplicação deste tratamento in situ parece ser economicamente viável e ambientalmente correta, pois, conforme a literatura, dispensa a mobilização dos sedimentos, reduz a ressuspensão de contaminantes para a coluna d’água e minimiza riscos a saúde humana e à biota local.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/102708
Arquivos Descrição Formato
000935078.pdf (1.193Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.