Repositório Digital

A- A A+

Teoria da digitação : um protocolo de instâncias, princípios e perspectivas para a construção de um cenário digitacional ao violão

.

Teoria da digitação : um protocolo de instâncias, princípios e perspectivas para a construção de um cenário digitacional ao violão

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Teoria da digitação : um protocolo de instâncias, princípios e perspectivas para a construção de um cenário digitacional ao violão
Autor Alípio, Alisson Cardoso Monteiro
Orientador Wolff, Daniel
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Música.
Assunto Dedilhado
Digitacao
Metodologia
Violão : Técnica
[en] Classical guitar
[en] Left-hand fingering
[en] Methodological principles
[en] Right-hand fingering
[en] Technical demands
[es] Digitación de mano derecha
[es] Digitación de mano izquierda
[es] Exigencias técnicas
[es] Guitarra clásica
[es] Principios metodológicos
Resumo Este trabalho trata da investigação dos princípios metodológicos necessários ao processo de digitação ao violão. Para tal, parâmetros digitacionais são convertidos em um protocolo de instâncias (exposição dos casos, aplicação dos comandos, avaliação das circunstâncias, gerenciamento das consequências e julgamento das condições), as quais são mediadas por princípios e circundadas por perspectivas, formando, assim, um cenário digitacional. Por meio de um processo de inferências, concluímos que a fluência sonora, independentemente de posicionamentos estéticos, é uma condição básica para uma execução satisfatória ao violão; por dedução, vimos que a capacidade de se tocar legato é o principal elemento desse ideal. Verificamos, também, que a digitação é, em termos, pessoal, pois todas as suas instâncias são de interação dialética entre sujeito e objeto; mas não completamente, pois cada instância é regida por princípios que não dizem respeito, exclusivamente, ao indivíduo. Observamos, por fim, que a construção de um cenário digitacional não é um meio de se encontrar a melhor digitação, mas sim, de buscá-la, pois o princípio básico em que ela se opera é a organização dos saberes que o executante mobiliza em seu processo.
Abstract This work deals with the investigation of the methodological principles necessary to the process of elaborating guitar fingerings. To this end, fingering parameters are converted into a protocol of instances (exposure of the cases, application of the commands, assessment of the circumstances, management of the consequences and judgment of the conditions), which are mediated by principles and surrounded by perspectives, thus forming a fingering scenario. Through a process of inference, we conclude that the sound fluency, independently of aesthetic positioning, is a basic condition for a satisfactory performance on guitar; by deduction, we have seen that the ability to play legato is the main element of this ideal. We also verified that fingering is, in terms, a matter of personal choice because all its instances are dialectical interaction between subject and object; but not completely so, because each instance is governed by principles which do not concern exclusively the individual. We note, finally, that the construction of a fingering scenario is not a way to find the best fingering, but, to seek it, because the basic principle on which it operates is the organization of acknowledgments that the performer mobilizes in his process.
Resumen Este trabajo se ocupa de la investigación de los principios metodológicos necesarios para el proceso de elaboración de la digitación en la guitarra. Con este fin, parámetros de digitación se convierten en un protocolo de instancias (la exposición de los casos, la aplicación de los comandos, la evaluación de las circunstancias, la administración de las consecuencias y el juicio de las condiciones), que están mediadas por principios y rodeadas de perspectivas, formando así un escenario de digitación. A través de un proceso de inferencia, llegamos a la conclusión de que la fluidez del sonido, independientemente de las posiciones estéticas, es una condición básica para una ejecución satisfactoria en la guitarra; por deducción, hemos visto que la capacidad de tocar legato es el elemento principal de este ideal. También verificamos que la digitación es, en términos, personal, porque todas las instancias son una interacción dialéctica entre el sujeto y el objeto; pero no completamente, porque cada instancia se rige por principios que no se refieren exclusivamente a la persona. Observamos, por último, que la construcción de un escenario de digitación no es una manera de encontrar la mejor digitación, sino buscarla, porque el principio básico en el que opera es la organización de los conocimientos que el intérprete moviliza en su proceso.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/103340
Arquivos Descrição Formato
000936914.pdf (5.369Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.