Repositório Digital

A- A A+

A manipulação durante o período neonatal altera a preferência alimentar e o perfil metabólico de ratos na vida adulta

.

A manipulação durante o período neonatal altera a preferência alimentar e o perfil metabólico de ratos na vida adulta

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A manipulação durante o período neonatal altera a preferência alimentar e o perfil metabólico de ratos na vida adulta
Autor Benetti, Carla da Silva
Orientador Goldani, Marcelo Zubaran
Co-orientador Dalmaz, Carla
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Pediatria.
Assunto Animais recém-nascidos
Metabolismo
Modelos animais de doenças
Preferências alimentares
Ratos
[en] Metabolic pattern
[en] Neonatal handling
[en] Neonatal stress
[en] Palatable diet
Resumo Estudos prévios demonstraram que ratos manipulados no período neonatal apresentavam um maior consumo de alimento doce na vida adulta, em comparação com ratos não manipulados, quando esse alimento lhes é oferecido durante curtos períodos de tempo. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da manipulação neonatal sobre o padrão metabólico de animais adultos expostos cronicamente a uma dieta hipercalórica e palatável (chocolate). Desta forma, foram medidos o consumo de alimentos (ração padrão e chocolate), ganho de peso corporal, depósito de gordura abdominal, peso das glândulas adrenais e parâmetros bioquímicos como lipídios, glicose, insulina, e corticosterona plasmáticos em ratos adultos que foram expostos ou não à manipulação neonatal (10 min/dia, nos 10 primeiros dias de vida). Ratos que foram manipulados no período neonatal apresentaram uma ingestão de chocolate aumentada, porém este consumo diminuiu com o passar do tempo, atingindo níveis semelhantes aos dos animais não manipulados. Ratos machos manipulados apresentaram maior peso corporal, assim como maior eficiência calórica e níveis de triglicerídeos diminuídos no plasma, independentemente da dieta, enquanto que ratas fêmeas não manipuladas que receberam chocolate apresentaram depósito de gordura abdominal aumentado. Também foi observado, nas ratas fêmeas, maior depósito de gordura abdominal, níveis mais elevados de colesterol total e de glicose, bem como níveis mais baixos de insulina, quando comparadas com ratos machos. O consumo de chocolate reduziu o peso das glândulas adrenais tanto nos animais manipulados quanto nos controles. Assim, esses achados sugerem que a manipulação neonatal induz um padrão metabólico particular, o qual parece proteger os animais dos efeitos deletérios de uma dieta hiperpalatável e hipercalórica, e ainda, a manipulação parece afetar diferentemente ratos machos e fêmeas.
Abstract Previous studies have already observed that neonatal handled rats consume more sweet food compared to non-handled ones in adult life, when this type of food is offered during short intervals of time. The aim, in this study, was to assess the effects of neonatal handling on the metabolic pattern of adult rats chronically exposed to a palatable diet (chocolate). We measured the consumption of foods (standard lab chow and chocolate), body weight gain, abdominal fat deposition, adrenal glands’ weight and biochemical measures such as plasma lipids, glucose, insulin, and corticosterone in adult rats which had been exposed or not to neonatal handling (10 min/day, 10 first days of life). An increased intake of chocolate in handled rats was found, but this consumption decreases as the days passed by, reaching the same levels as non-handled animals. Handled male animals presented higher body weight, higher caloric efficiency and lower plasma triglycerides levels, independently of the diet, while non-handled females rats receiving chocolate presented increased abdominal fat deposition. Female rats also presented increased abdominal fat deposition, higher total cholesterol and glucose levels as well as lower insulin in comparison to males. Interestingly, chocolate consumption diminished adrenal glands’ weight in both groups. These findings suggest that neonatal handling induces a particular metabolic pattern, which seems to protect the animals against deleterious effects of a highly palatable, highly caloric diet, and also it seems to differentially affect females and males.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10364
Arquivos Descrição Formato
000597133.pdf (258.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.