Repositório Digital

A- A A+

Ação da sinvastatina no modelo experimental de esteato-hepatite não alcoólica

.

Ação da sinvastatina no modelo experimental de esteato-hepatite não alcoólica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ação da sinvastatina no modelo experimental de esteato-hepatite não alcoólica
Autor Rodrigues, Graziella Ramos
Orientador Marroni, Norma Anair Possa
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Colina
Dieta
Figado gorduroso
Metionina
Sinvastatina
Resumo Os conhecimentos atuais têm mostrado que a Esteato-Hepatite não alcoólica (EHNA), é a mais importante forma epidemiológica e clínica da Doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). Até o momento não existe terapia comprovada e conclusiva para o tratamento da EHNA. As estatinas são uma importante classe de agentes para tratar dislipidemia, mas ainda há relutância de usar esse medicamento em pacientes com doenças crônicas estabelecidas ou suspeita de doença hepática, EHNA inclusive. Objetivo: Avaliar o efeito da sinvastatina (SIM) sobre o tecido hepático em camundongos C57BL6 com EHNA, induzida por dieta MCD, na tentativa de elucidar a ação desse fármaco sobre as complicações desse modelo experimental. Métodos: Foram utilizados camundongos machos C57BL/6 com 8 semanas. Os animais foram divididos em 4 grupos (n=13): CO+V (I – ração controle + veículo de carboximetilcelulose), SIM 4 (II- ração controle + 4mg/Kg de SIM), EHNA+V (III- dieta MCD mais veículo), EHNA+SIM 4 (IV- dieta MCD mais sinvastatina). As dietas foram administradas por 4 semanas e a SIM (na dose de 200 μL, intragastricamente) durante as 2 últimas semanas. Foram realizadas análises séricas de aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT), colesterol e triglicerídeos, teste anatomopatológico, avaliação do dano ao DNA através do ensaio cometa, avaliação da lipoperoxidação (substâncias que reagem ao ácido tiobarbitúrico- TBARS) e da atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD) e glutationa peroxidase (GPx), bem como os parâmetros moleculares de estresse oxidativo e reticular, dano celular, inflamação, disfunção endotelial e fibrose através da expressão proteica de NQO1, KEAP1, Nrf2, ATF6, GRP78, TGF- β , eNOS, iNOS, IL-12, HSF1 e HSP70 respectivamente, por Western blotting, avaliando o efeito da SIM. Resultados: Após o tratamento com sinvastatina observou-se melhora na integridade hepática e diminuição nos lipídios hepáticos. No teste anatomopatológico todos os animais doentes apresentam inflamação, esteatose microvacuolar e macrovacuolar além de balonização hepatocelular e a sinvastatina foi capaz de reduzir significativamente esta alteração. Quanto ao dano ao DNA, o ensaio cometa revelou que a dose de 4mg/Kg de sinvastatina não foi capaz de induzir dano ao DNA. Constatou-se também uma redução do dano oxidativo e às enzimas antioxidantes mantiveram seus valores semelhantes aos controles. A SIM ativou enzimas antioxidantes via Nrf2 e inibiu o estresse do retículo endoplasmático além de reduzir a fibrose, melhorar a função endotelial, diminuir a inflamação e o dano celular. Conclusão: Os resultados obtidos sugerem que a administração da sinvastatina, após estabelecimento da EHNA, desempenhou um papel protetor no fígado a julgar pelos parâmetros analisados, possivelmente devido as suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.
Abstract Current knowledge have shown that non-alcoholic steatohepatitis (NASH) is the most important epidemiological and clinic nonalcoholic fatty liver disease (NAFLD). So far there is no proven efficient therapy for the treatment of NAFLD. Statins are an important class of agents to treat dyslipidemia, but there is still reluctance to use this drug in patients with established or suspected chronic liver disease, including NASH. Objective: To evaluate the effect of simvastatin (SIM) on liver tissue in C57BL6 mice with NASH induced by MCD diet in an attempt to elucidate the action of this drug on the complications of this experimental model. Methods: Male C57BL/6 mice were used at 8 weeks. The animals were divided into 4 groups (n=10): CO+V (I- control diet + vehicle carboxymethylcellulose), SIM 4 (II-control diet + 4mg/kg SIM), NASH+V (IIIMCD diet plus vehicle), NASH+SIM 4 (IV-MCD diet plus simvastatin). The diets were administered for 4 weeks and the SIM (200 μl, intragastrically) for the last 2 weeks. Analyzes of serum aspartate aminotransferase (AST), alanine aminotransferase (ALT), cholesterol and triglycerides, pathology testing, assessment of DNA damage by comet assay, assessment of lipid peroxidation (substances that react to TBARSthiobarbituric acid) and activity of the antioxidant enzymes superoxide dismutase (SOD) and glutathione peroxidase (GPx), as well as the molecular parameters of oxidative and reticular stress, fibrosis, endothelial dysfunction, inflammation and cellular injury through the expression protein of NQO1, KEAP1, Nrf2, ATF6, GRP78, TGF- β, eNOS, iNOS, IL-12, HSF1 and HSP70 respectively, for Western blotting, assessing the effect of the SIM. Results: After treatment with simvastatin was observed an improvement in liver integrity and decrease in hepatic lipids. Pathology test all sick animals exhibit inflammation, micro and macrovesicular steatosis, hepatocellular ballooning. SIM was able to significantly reduce this change. For the DNA damage, the comet assay revealed that the dose of 4mg/kg simvastatin was unable to induce DNA damage. We also observed a reduction of oxidative damage and antioxidant enzymes maintained their values similar to controls. SIM activated antioxidant enzymes via Nrf2 and inhibited endoplasmic reticulum stress, reduce the fibrosis, improve endothelial function, inflammation and reduce cellular damage. Conclusion: The results suggest that the administration of simvastatin after establishment of NASH, played a protective role in the liver according the parameters, possibly due to its antioxidant and anti-inflammatory properties.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/104148
Arquivos Descrição Formato
000937862.pdf (3.633Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.