Repositório Digital

A- A A+

A relação entre os mecanismos de defesa e a qualidade da aliança terapêutica em psicoterapia de orientação analítica de adultos : um estudo exploratório

.

A relação entre os mecanismos de defesa e a qualidade da aliança terapêutica em psicoterapia de orientação analítica de adultos : um estudo exploratório

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A relação entre os mecanismos de defesa e a qualidade da aliança terapêutica em psicoterapia de orientação analítica de adultos : um estudo exploratório
Outro título The relation between defense mechanisms and the quality of therapeutic alliance in analytic psychotherapy
Autor Gomes, Fernando Grilo
Orientador Freitas, Lucia Helena Machado
Data 2003
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Psiquiatria.
Assunto Mecanismos de defesa
Psicoterapia
Psicoterapia de orientação analítica
[en] Defense mechanisms
[en] Psychoanalysis
[en] Psychotherapy
[en] Therapeutic alliance
Resumo Introdução: O estabelecimento de uma aliança terapêutica de boa qualidade em uma psicoterapia psicanalítica é fundamental para o processo terapêutico. Este estudo avaliou a influência do nível de funcionamento defensivo do paciente na qualidade da aliança terapêutica estabelecida durante a psicoterapia. Método: Pacientes em psicoterapia psicanalítica e seus respectivos terapeutas responderam ao Helping Alliance Questionary (HAq II). Os sintomas dos pacientes foram avaliados através do Symptom Checklist- 90-R (SCL 90), e seu o nível defensivo através da Escala de Funcionamento Defensivo do DSM-IV-TR. Resultados: Não houve associação entre o estabelecimento de uma aliança terapêutica de boa qualidade e o nível defensivo do paciente. No entanto houve diferença significativa quando a versão do terapeuta foi comparada com a respondida pelo paciente: os pacientes estabeleceram uma aliança terapêutica de melhor qualidade em relação a seus terapeutas do que o inverso. Discussão: O fato da aliança terapêutica de boa qualidade ter se estabelecido independentemente do nível defensivo do paciente sugere que o treinamento e as características pessoais dos terapeutas podem levar a uma capacidade de conectar-se com o paciente, apesar do grau de comprometimento do seu funcionamento psíquico.
Abstract Backgroud: The establishment of a therapeutic alliance of good quality in analytic psychotherapy is crucial for the process an results. This study evaluated the relashionship between level of defense mechanisms and the quality of the therapeutic alliance established during the psychotherapy. Methods: Patients in psychotherapy and their respective therapists answered the Helping Alliance Questionnaire (HAq II – patient version and HAQ II therapist version respectively). The symptoms were accessed by means of SCL-90, and the level of defenses through the Defensive Style Questionnaire of DSM-IV-TR. Results: There were no association between the quality of the therapeutic alliance and the patient level of defense mechanisms in this sample. On the other hand, it was found a significant difference when the HAqII answered by patients and therapist versions were compared: patients established a stronger therapeutic alliance in relation to their therapists. Discussion: The independence of levels of defense mechanisms used by the patients in relation to the quality of the established therapeutic alliance leads to the idea that training and personal characteristics of the therapists may lead to the development of an ability to connect well with patients in spite of their psychic functioning.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10605
Arquivos Descrição Formato
000598063.pdf (5.846Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.