Repositório Digital

A- A A+

"De música" diálogo filosófico de Agostinho de Hipona (354-430) : introdução, tradução e notas

.

"De música" diálogo filosófico de Agostinho de Hipona (354-430) : introdução, tradução e notas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título "De música" diálogo filosófico de Agostinho de Hipona (354-430) : introdução, tradução e notas
Autor Fagundes, Claudiberto
Orientador Rebello, Lúcia Sá
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Agostinho, Santo, bispo de Hipona, 354-430
Estética
Estudos de tradução
Filosofia da arte
Filosofia da música
Filosofia e Literatura
Filosofia e Teologia
Filosofia medieval
Funcionalismo
Literatura comparada
Música
[en] Augustine
[en] Comparative literature
[en] Functionalism
[en] Music
[en] Translation studies
Resumo Constata a ausência de tradução em língua portuguesa do diálogo filosófico “De Musica” (Sobre a Música) de Agostinho de Hipona (354-430), bem como sua necessidade representada especialmente pela crescente presença na pesquisa especializada brasileira, propondo a tradução completa de seu texto latino para a mesma língua. Situa a obra na vida, na época e no conjunto bibliográfico do autor, expõe os principais problemas textuais e intertextuais, elementos de recepção e conteúdo, introduz cada um dos seis livros que a compõe e termina relacionando várias de suas contribuições para a construção e transmissão dos princípios estéticos ocidentais. Percorre algumas das etapas históricas da reflexão tradutória identificando suas mais importantes correntes, especialmente representadas na dicotomia entre tradução livre e tradução literal. Apresenta a proposta de solução funcionalista percorrendo os sucessivos aportes de seus principais teóricos e destacando especialmente as preocupações pedagógicas de alguns de seus idealizadores. Discute as críticas mais importantes recebidas pelo modelo funcionalista e propõe sua aplicação ao texto em questão aliada aos postulados da Literatura Comparada. Descreve a proposta funcionalista de abordagem tradutória de Christiane Nord enfatizando sua relevância enquanto prática de aproximação textual e cultural. Aplica os métodos propostos pela autora percorrendo a obra a ser traduzida e destaca aspectos em que a teoria se mostra mais produtiva. Mostra em três quadros os resultados dos dados obtidos na análise do texto de partida, das principais decisões tradutórias e da proposta de aplicação ao texto de chegada. Partindo da Literatura Comparada e do estado atual dos Estudos de Tradução, seleciona aspectos menos produtivos do modelo funcionalista optando pela rejeição de práticas especialmente prejudiciais à visibilidade do tradutor. Apresenta como principal resultado a primeira tradução completa em língua portuguesa para a referida obra agostiniana. Conclui destacando aspectos do fenômeno linguístico, seu caráter intencional, a inevitável parcialidade das aproximações teóricas, provisoriedade do fazer tradutório e a pertinência de algumas intuições agostinianas expressas no “De Musica”.
Abstract Having noted the absence of a Portuguese translation of Augustine of Hippo’s (354-430) philosophical dialogue "De Musica" (About Music), as well as its need represented especially by the growing presence in Brazilian specialized research, I propose the complete translation of his Latin text into Portuguese. This translation situates the work in life and in literature at the time set by the author, sets out the main textual and intertextual issues, receiving elements and content, introduces each of the six books that comprise it and ends relating several of his contributions to construction and transmission of Western aesthetic principles. It runs through some of the historic steps of translation reflection identifying their most important currents, especially those represented in the dichotomy between literal translation and free translation. This study presents the functionalist solution proposed, traversing the successive contributions of its major theorists and especially highlighting the pedagogical concerns of some of its founders. And so, this text discusses the major criticisms received by the functionalist model and proposes its application to the text in question together with the postulates of Comparative Literature. I describe the functionalist translator approach proposed by Christiane Nord emphasizing, its importance as a practice of textual and cultural analysis. I apply here the methods proposed by the Nord covering the work to be translated and highlight the ways in which the theory proves more productive. For this purpose, I bring in three charts with the results of the data obtained from analysis of the source text, the major translation decisions taken and their application to the target text. Starting from the Comparative Literature and the current state of Translation Studies, I selected less productive functionalist models opting for rejecting practices especially harmful to the visibility of the translator aspects. The main findings result show the first complete translation into Portuguese for such Augustinian work. I conclude by highlighting aspects of the linguistic phenomenon, its intentional character, the inevitable partiality of theoretical approaches, temporariness of doing translational and relevance of some Augustinian intuitions expressed in "De Musica".
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/106440
Arquivos Descrição Formato
000938516.pdf (2.609Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.