Repositório Digital

A- A A+

O sentido do trabalho para jovens de periferia : (Região Metropolitana de Porto Alegre)

.

O sentido do trabalho para jovens de periferia : (Região Metropolitana de Porto Alegre)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O sentido do trabalho para jovens de periferia : (Região Metropolitana de Porto Alegre)
Autor Martins, Eliane de Moura
Orientador Monsma, Karl Martin
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Jovens
Juventude
Periferia urbana
Porto Alegre, Região Metropolitana de (RS)
Trabalho
[en] Humiliation
[en] Precariousness of life
[en] Resistance
[en] Survival
Resumo Esta dissertação se propôs a compreender quais são as atribuições de sentido do trabalho e como eles vão sendo elaborados por jovens nascidos a partir da década de 1990. São filhos de trabalhadores de baixa renda, desempregados e/ou subempregados. A opção metodológica foi trabalhar com narrativas de histórias de vida, sob a perspectiva da educação popular, com um total de dezessete jovens, moradores da periferia metropolitana de Porto Alegre. O estudo foi amparado sob as reflexões da sociologia historicamente informada de Adalberto Cardoso que reconstitui a construção da sociedade do trabalho no Brasil. Nesse leito sociológico foi possível sistematizar, através das narrativas de vida, em falas significativas, que o sentido do trabalho para os jovens passa pelas necessidades de sobrevivência e pelo sentimento de humilhação. Esses sentidos estão transversalizados pela precarização do trabalho e da vida desses trabalhadores, por um processo de (des)continuidades e (des)institucionalização da vida, mas ao mesmo tempo estão eivados de estratégias de sobrevivência sob o esteio da figura materna.
Abstract This dissertation aims to understand what the meaning of work and how they are being developted by young people born from 1990. They are children of low-income, unemployed or underemployed workers. The methodological choice was working with life stories narratives, from the perspective of popular education, with seventeen young people who live in metropolitan periphery of Porto Alegre. The thesis was supported by the considerations about historically informed sociology of work in Brasil. In this theoretical approach, these life stories narratives made it possible to systematize that the meaning of work for this young people is related to the needs of surviving and the feeling of humiliation. These meanings are mainstreamed by the precariousness of the work and life of those workers and through a proces of (dis)continuity and (de)institutionalization of life, but at the same time they are riddled with survival strategies under then mainstay of mother figure.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/106935
Arquivos Descrição Formato
000943678.pdf (1.085Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.