Repositório Digital

A- A A+

A emergência do “fazer científico” na formação inicial em Educação Física da ESEF/UFRGS

.

A emergência do “fazer científico” na formação inicial em Educação Física da ESEF/UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A emergência do “fazer científico” na formação inicial em Educação Física da ESEF/UFRGS
Autor Bossle, Cibele Biehl
Orientador Fraga, Alex Branco
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Currículo : Ensino superior
Educação física : Ensino superior
Escola de educação física da UFRGS : História
Pesquisa científica : Brasil Rio Grande do Sul
[en] Documentary analysis
[en] ESEF/UFRGS
[en] Physical education
[en] Research
[en] Scientific practice
[es] Análisis de documentos
[es] Educación física
[es] Hacer ciencia
[es] Investigación
Resumo Este estudo objetivou compreender as condições de possibilidade para a emergência do “fazer científico” na formação inicial em Educação Física (EF) da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ESEF/UFRGS) e está apoiado na teorização de Michel Foucault (2008, 2007, 1997, 1979) e na análise documental proposta por André Cellard (2012). O processo de composição da empiria se deu ao longo de um ano e sete meses de levantamentos nas instalações da ESEF/UFRGS em busca de documentos referentes ao período foco desse estudo: 1970 a 1990. A materialidade documental resultante deste processo abrangeu livros de atas da ESEF/UFRGS, ata de fundação do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, boletins da Associação dos Especializados em Educação Física e Desportos, depoimentos do Centro de Memória do Esporte, documentos internos e externos à ESEF/UFRGS, entre outros. Adicionalmente foram utilizados como apoio os Catálogos de Cursos de Graduação da UFRGS de 1987 encontrados na Biblioteca Central da UFRGS e o marco regulatório educacional brasileiro disponível on-line. A análise empreendida partiu das formulações de Bracht (2013) sobre os fatores que levaram à incorporação do “fazer científico” pela EF nas décadas de 1970, 1980 e 1990, e do estudo de Mazo (2000a) que revela a contribuição do Laboratório de Pesquisa do Exercício para a mudança do perfil clássico do ensino na ESEF/UFRGS. A análise dos documentos permitiu visualizar um grande esforço pela valorização e pelo reconhecimento da EF para combater o que Bemvenuti (2010, p. 20) denominou de “menos valia” da EF. Foi possível encontrar ressonâncias desse esforço em todas as categorias de análise elencadas neste estudo: mudança do perfil docente provocada pela formação stricto sensu na Europa e nos EUA; elevação do status econômico por meio da valorização das Ciências do Esporte; inserção de disciplinas do “fazer científico” na alteração curricular da Escola em 1987; desvalorização gradativa das disciplinas “práticas”; implantação do mestrado na Escola; resistência dos professores pesquisadores contra o poder médico na ESEF/UFRGS. Todos esses elementos conectados tornaram possível visualizar a emergência do “fazer científico” sob a forma de duas disciplinas no currículo de 1987 da Escola, ponto de culminância de um processo de cientifização da EF que demarca, ao mesmo tempo, a assunção de um modelo técnico-científico e o declínio de um modelo técnico-esportivo. Por fim, a análise permitiu apontar as condições de possibilidade para a emergência de algo muito peculiar: um “fazer científico” assentado em uma racionalidade biomédica-desportiva, “arma” potente na luta pela mudança da imagem do professor de EF “prático” e “acrítico” para o status de professor-pesquisador.
Abstract This study aimed at understanding the conditions that enabled the emergence of "scientific practice" in initial training in Physical Education (PE) of ESEF/UFRGS and is based on the theorization of Michel Foucault (2008, 2007, 1997, 1979) and on documental analysis proposed by André Cellard (2012). The process of composition of the empirically analyzed data took place over a one-year-and-seven-month period of surveys at the ESEF/UFRGS premises in search of documents related to the focus of this study period: 1970 to 1990. The resulting documental materiality covered minutes of ESEF/UFRGS, the founding minute of Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (Brazilian School of Sports Science), bulletins of the Associação dos Especializados em Educação Física e Desportos (Association of the Specialized in Physical Education and Sports), testimonials from the Centro de Memória do Esporte (Center of Sports Memory), internal and external documents of ESEF/UFRGS, among others. In addition, the 1987 UFRGS undergraduate catalogs found in the Central Library of UFRGS as well as the Brazilian educational regulatory framework available online were used as research support. The analysis undertaken stemmed from the formulations of Bracht (2013) on the factors that led to the incorporation of "scientific practice" by PE in the 1970s, 1980s and 1990s, and the study of Mazo (2000a) that reveals Laboratório de Pesquisa do Exercício's (Laboratory of Research Exercise) contribution to the change in the profile of education in classic ESEF/UFRGS. The analysis of the documents evidences the great effort that went into giving PE recognition and valuation to tackle what Bemvenuti (2010, p. 20) called PE's "worthlessness". Resonances of that effort were found in every category listed in this study analysis: changes in the teachers' profile caused by teacher training sensu stricto in Europe and the USA; economic status enhancement through the valuation of sports science; insertion of "scientific practice" disciplines in the 1987 ESEF/UFRGS curricular change; gradual devaluation of the "practice" disciplines; the deployment of the Masters Course at ESEF/UFRGS; resistance of teacher-researchers towards medical power at ESEF/UFRGS. All these connected elements evidenced the "scientific practice" emergence in the form of two disciplines in the 1987 ESEF/UFRGS curriculum, point of culmination of a process of scientifization of PE, which marks at the same time, the assumption of a technical-scientific model and the decline of a technical-sports model. Finally, the analysis allowed to point out the conditions of possibility for the emergence of something very peculiar: a "scientific practice" based on biomedical sport rationality, which is a "powerful" weapon in the struggle to change the image of the "practical" and "uncritical" PE teacher into the status of a teacher-researcher.
Resumen Este estudio tuvo como objetivo comprender las condiciones de posibilidad para el surgimiento de "hacer ciencia" en la educación inicial en la Educación Física de ESEF/UFRGS y se apoya en la teoría de Michel Foucault (2008, 2007, 1997, 1979) y el análisis documental propuesto por André Cellard (2012). El proceso de composición del empirismo tomó un año y siete meses de levantamiento en las instalaciones de ESEF/UFRGS em busca por documentos relacionados con el período de estudio: 1970-1990. La materialidad documental resultante de este proceso incluyó los libros de actas de ESEF/UFRGS, acta de la fundación del Colegio Brasileño de Ciencias del Deporte, boletines de la Asociación de Especializados Educación Física y Deportes, testimonios del Centro de Memoria de Deportes, documentos internos y externos a ESEF/UFRGS, entre otros. Además, fueran utilizados los Catálogos Pregrado UFRGS 1987 que se encuentra en la Biblioteca Central de la UFRGS y marco regulatorio educativa brasileña disponible en línea. El análisis emprendido empezó por formulaciones de Bracht (2013) sobre los factores que llevaron a la incorporación de "hacer ciencia" por Educación Física en el 1970, 1980 y 1990, y el estudio de Mazo (2000a) que revela la contribución a la Laboratorio de Pesquisa do Exercício cambiar el perfil clásico de la enseñanza en ESEF/UFRGS. El análisis de los documentos permite la visualización de un esfuerzo importante por el aprecio y reconocimiento de Educación Física para combatir lo que Bemvenuti (2010, p 20) llamado "falta de valor" de Educación Física. Fue posible encontrar resonancias de esfuerzo en todas las categorías de análisis que figuran en este estudio: el cambio de perfil docente causado por la formación stricto sensu en Europa y los EE.UU.; elevación del nivel económico a través de la apreciación de Ciencias del Deporte; la inserción de las disciplinas de "hacer ciencia" en el cambio de curriculum escolar en 1987; devaluación gradual de las disciplinas "prácticas"; implementación de la Maestría en la Escuela; resistencia por parte de los profesores investigadores contra el poder de los médicos en ESEF/UFRGS. Todos estos elementos conectados permitido visualizar la emergencia de "hacer ciencia" en la forma de dos asignaturas em el currículo de la Escuela en 1987, punto de culminación de un proceso que demarca Educación Física scientifization, mientras que la asunción de un modelo técnico -científico y la decadencia de un modelo técnico-deportivo. Finalmente, el análisis permite señalar las condiciones de posibilidad para la emergencia de algo muy peculiar: un "hacer ciencia" sentado en racionalidad biomédico-deportivo, un "arma" potente en la lucha para cambiar la imagen del profesor de Educación Física "práctico" y "acrítico" a la condición de profesor-investigador.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/107257
Arquivos Descrição Formato
000945475.pdf (1.805Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.