Repositório Digital

A- A A+

Metodologia para quantificação de áreas molhadas em modelos submetidos à simulação de chuva dirigida

.

Metodologia para quantificação de áreas molhadas em modelos submetidos à simulação de chuva dirigida

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Metodologia para quantificação de áreas molhadas em modelos submetidos à simulação de chuva dirigida
Autor Grüner, Marcelo Fröhlich
Orientador Masuero, Angela Borges
Co-orientador Zucchetti, Lais
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A atual demanda do mercado imobiliário levou a um aumento na construção de edificações, entretanto, a qualidade destas não acompanhou este crescimento. Desta forma, tem aumentado o número de estudos que identificaram níveis consideráveis de manifestações patológicas nas construções. Neste sentido, a chuva dirigida exerce papel relevante na deflagração destas manifestações, uma vez que é uma importante fonte de umidade externa incidente nas fachadas das edificações, e não pode ser evitada, apenas controlada. Na engenharia civil, são escassos os trabalhos que abordam a chuva dirigida através da realização de ensaios experimentais. Até o momento, não se tem conhecimento de estudos que tenham quantificado as áreas molhadas e protegidas de modelos submetidos à chuva. Sendo assim, este trabalho apresenta uma proposta de metodologia para quantificar as áreas de fachada afetadas pela chuva dirigida, em modelos reduzidos, submetidos ao fenômeno em túnel de vento, utilizando para isto, técnicas com software de tratamento de imagem, mais especificamente a quantificação de pixels. Os modelos analisados foram testados na pesquisa sobre chuva dirigida desenvolvida por Poyastro (2011). Este trabalho objetiva poder contribuir com informações para o desenvolvimento de projetos mais adequados com relação à proteção das fachadas das edificações considerando o fenômeno da chuva dirigida. Foi proposta então a utilização do software Photoshop CC para o tratamento das imagens, demonstrando as etapas da metodologia que permite a quantificação das áreas. Analisaram-se nove imagens com diferentes configurações de volumetria e entorno/vizinhança, sendo que para cada uma destas utilizaram-se duas tolerâncias para seleção dos pixels, com resultados em porcentagens de áreas molhadas e secas. A definição da tolerância e a seleção dos pixels demonstraram ser etapas relevantes para a adequada avaliação dos modelos, bem como a qualidade das imagens. Ademais, a metodologia proposta demonstrou ser acessível e permitiu a realização de uma avaliação quantitativa de áreas secas e molhadas em modelos reduzidos submetidos à chuva dirigida de forma experimental.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/107522
Arquivos Descrição Formato
000943141.pdf (2.683Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.