Repositório Digital

A- A A+

Piling up logs in a brave new world : brazilian invisibility abroad and the genesis of Shakespeare's The Tempest

.

Piling up logs in a brave new world : brazilian invisibility abroad and the genesis of Shakespeare's The Tempest

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Piling up logs in a brave new world : brazilian invisibility abroad and the genesis of Shakespeare's The Tempest
Autor Volcato, Jose Carlos Marques
Orientador Maggio, Sandra Sirangelo
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Critica e interpretacao
Crítica genética
Crítica literária
Literatura inglesa
Shakespeare, William 1564-1616.
Teatro
Resumo O objetivo desta tese de doutorado é apresentar um mapeamento do texto de A Tempestade, de William Shakespeare, de modo a identificar trechos, desdobramentos do enredo e detalhes intrigantes que possam ser relacionados a uma possível fonte, ou possíveis fontes, a que Shakespeare possa ter tido acesso no processo de elaboração de sua peça, sobre as incursões no Norte da África e no Brasil de Nicolas Durand, Cavalheiro de Villegaignon. Proponho que a ilha de Próspero seja lida como um composto de elementos do Mediterrâneo e do Novo Mundo no qual informações sobre a vida de Villegaignon e sua presença em Argel e na França Antártica (atualmente Rio de Janeiro, Brasil) desempenham papel importante e ainda não completamente explorado pela crítica. Também aponto que o texto de A Tempestade mantém diálogo consistente com fatos biográficos, imagens, o simbolismo e a geografia relacionados à vida do Imperador Carlos V, e a identificação mais completa de Nicolas Durand, Chevalier de Villegaignon pode contribuir para tornar esse nível de referência mais evidente. Também discuto possíveis razões por que uma peça que possui tantos detalhes que se relacionam ao Imperador Carlos V nunca faz referência explícita a esta importante figura histórica. As razões pelas quais tais conexões permaneceram parcialmente despercebidas, ou pelo menos não totalmente exploradas, em um campo de estudo que produz tanto trabalho crítico e editorial como os estudos shakespearianos são apresentadas através do conceito de “invisibilidade brasileira no exterior”, conceito este que caracterizei e busquei formular como uma teoria de recepção cultural de produtos e referências brasileiros no exterior. Busquei ainda uma apresentação de elementos de estudos de fontes anteriores e da fortuna crítica sobre o tema que podem contribuir para uma discussão atualizada das práticas composicionais shakespearianas e de suas repercussões teóricas junto a diferentes vertentes dos estudos shakespearianos como prática de crítica literária. A essa discussão segue-se uma exploração crítica de como o interesse de Shakespeare e sua inquestionável dívida com o ensaio “Sobre os Canibais” de Montaigne poderia ter-se estendido a outros fatos da biografia de Villegaignon que muito provavelmente estavam à disposição do dramaturgo inglês. Minha leitura de A Tempestade foi baseada na única versão da peça de Shakespeare que tem autoridade, aquela publicada no Primeiro Fólio de 1623, e também em contribuições encontradas nas melhores edições críticas modernas da mesma.
Abstract The aim of this doctoral thesis is to present a mapping of the text of William Shakespeare’s The Tempest so as to establish textual passages, plot developments, and puzzling details that might be related to a possible source or sources on the North African and Brazilian exploits of Nicolas Durand, Chevalier de Villegaignon to which Shakespeare might have had access in the process of writing the play. I propose that Prospero’s island is a composite of Mediterranean and New World elements in which information about the life of Villegaignon and his presence both in Algiers and in Antarctic France (nowadays Rio de Janeiro, Brazil) plays an important and as yet not fully explored role. I also claim that the text of The Tempest is consistently in dialogue with biographical facts, imagery, symbolism and the geography which relate to the life of The Emperor Charles V, and the full recognition of Nicolas Durand, Chevalier de Villegaignon may contribute to make this broader pattern clearer. I also discuss possible reasons why a play that has so many details that relate to The Emperor Charles V never explicitly refers to such an important historical figure. The discussion of reasons why these connections have remained partially unnoticed or at least not fully explored in a field that generates so much critical and editorial work such as Shakespeare Studies is perfected through a presentation of ‘Brazilian invisibility abroad’, a concept that I have characterised and tried to formulate into a theory of cultural reception of Brazilian cultural products and references abroad. I also presented elements found in previous source studies and the critical fortune of the subject which can contribute to an updated discussion of Shakespearian compositional practice and its theoretical repercussions in different approaches to Shakespeare Studies as literary critical practice. This is followed by an exploration of how Shakespeare’s interest in and indisputable indebtedness to Montaigne’s essay ‘Of the Cannibals’ could have extended to other facts of Villegaignon’s biography that are very likely to have been available to the English playwright. I have based my reading of The Tempest in the only authoritative version of the text, that which was published in the 1623 First Folio, as well as in contributions found in the best modern scholarly editions of the play.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10759
Arquivos Descrição Formato
000601162.pdf (21.54Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.