Repositório Digital

A- A A+

Sonho e transgressão em Caio Fernando Abreu : o entrelugar de cartas e contos

.

Sonho e transgressão em Caio Fernando Abreu : o entrelugar de cartas e contos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sonho e transgressão em Caio Fernando Abreu : o entrelugar de cartas e contos
Autor Cardoso, Ana Maria
Orientador Campos, Maria do Carmo Alves de
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Abreu, Caio Fernando 1948-1996.
Cartas
Contos
Critica e interpretacao
Literatura brasileira
Literatura e História
Literatura sul-rio-grandense
[en] Brazilian literature
[en] Contemporary fiction
[en] Counterculture
[en] Cultural industry
[en] History of Brazil : 1970
[en] Letters
[en] Literature from Rio Grande do Sul
[en] O ovo apunhalado
[en] Short stories
Resumo Este trabalho visa a analisar e interpretar O ovo apunhalado, coletânea de contos de Caio Fernando Abreu, publicada em 1975, em sintonia com as cartas do escritor, a fim de investigar em que medida — e tendo em vista o conjunto da obra — se estabelecem diálogos com as diferentes representações sócio-culturais do seu tempo, em especial dos anos 70, fase assinalada pela conquista da notoriedade do ficcionista sul-riograndense no cenário da literatura brasileira. Os distintos modos de composição utilizados em O ovo apunhalado assinalam a postura de permanente contravenção à realidade objetiva e subjetiva, resultado de um jogo dialético com as vicissitudes históricas. Para tanto, os fundamentos teóricos de Theodor Adorno, Walter Benjamin, Georg Simmel, entre outros, contribuem para elucidar que as rupturas com a forma literária efetuam-se por uma não conformidade aos fenômenos histórico-sociais. As cartas, por sua vez, reiteram a contundência literária, diretamente relacionada à irreverência do escritor enquanto sujeito social. Evidencia-se que a estranheza da escritura de Caio Fernando Abreu em relação a padrões da literatura sul-rio-grandense e da literatura brasileira é concomitante à estranheza do sujeito social, o que se funda, sobretudo, numa postura anticonvencional originária de um sonho: o de que a realidade pudesse ser outra.
Abstract The present paper aims at analyzing and interpreting O ovo apunhalado, which is a collection of short stories by Caio Fernando Abreu, published in 1975, in synchrony with the writer’s letters, in order to investigate in what measure – and in view of his entire work - dialogues are established with the different social-cultural representation of his time, especially in the 1970’s, a phase which was designated for the conquest of the notoriety of this fictionist from Rio Grande do Sul in the Brazilian literature scene. The distinct ways used to compose O ovo apunhalado designate the posture of permanent contravention of the objective and subjective reality, result of a dialectic game with the historical vicissitudes. For in such a way, the theoretical beddings of Theodor Adorno, Walter Benjamin, Georg Simmel, among others, contribute to elucidate that the ruptures with the literary form are added by a non-conformity to the historical-social phenomena. The letters, in their turn, reiterate the literary force, directly related to the writer’s irreverence as a social subject. It is evident that the queerness of Caio Fernando Abreu’s writing in relation to the standards of Brazilian literature and the literature from Rio Grande do Sul is concomitant to the queerness of the social citizen, the one who relates, over all, to an anti-conventional posture which was originated from a dream: that the reality could be another one.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10785
Arquivos Descrição Formato
000601079.pdf (1.356Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.