Repositório Digital

A- A A+

Participando na cidade : um estudo etnográfico sobre a participação em Políticas Públicas de Esporte e Lazer no Parque Ararigbóia em Porto Alegre/RS.

.

Participando na cidade : um estudo etnográfico sobre a participação em Políticas Públicas de Esporte e Lazer no Parque Ararigbóia em Porto Alegre/RS.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Participando na cidade : um estudo etnográfico sobre a participação em Políticas Públicas de Esporte e Lazer no Parque Ararigbóia em Porto Alegre/RS.
Autor Forell, Leandro
Orientador Stigger, Marco Paulo
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Lazer : Cultura
Políticas públicas
Praças
Sociologia do esporte
[en] Ararigboia park
[en] Participation
[en] Rituals
[en] Sport and leisure public policies
[es] Parque Ararigbóia
[es] Participación
[es] Políticas públicas de deporte y ocio
[es] Rituales
Resumo O Presente estudo aborda os processo de implementação e de gestão de políticas públicas de esporte e lazer no Parque Ararigbóia em Porto Alegre-RS sob a perspectiva da participação da comunidade neste espaço. O objetivo do estudo é compreender como se dá e se mantém a participação da comunidade na gestão das políticas públicas de esporte e lazer desenvolvidas no Parque Ararigbóia em Porto Alegre-RS, um local considerado pelos gestores como 'exemplar' sob esse aspecto. Utilizou-se referencias teórico-metodológicos da antropologia política e da antropologia da religião. Além disso, foi realizada um trabalho etnográfico, cujo trabalho de campo teve a duração de aproximadamente dois anos (registros em diários de campo, análise de documentos e entrevistas semi-estruturadas). Os resultados do estudo foram organizados em dois grandes blocos. No primeiro procurou-se descrever os processos de participação vivenciados no parque, o que se dividiu em três momentos: o primeiro discute a constituição histórica do parque enquanto espaço que dialoga com as diferentes noções de participação e de democracia; no segundo discute-se a atual organização do espaço, estabelecida por grupos sociais caracterizados por diferentes capitais simbólicos, esses importantes para as correlações de poder; no terceiro discute-se a gestão do parque na relação entre associação e coordenação municipal, dialogando com noções como gestão gerencial e burocrática. No segundo capitulo procurou-se - a partir das teorias de rituais - interpretar como as pessoas mantém a política e a participação em atividade no parque. Descreve a manutenção a partir de um sistema ritual ao qual reforça ethos e visões de mundo dos participantes. Estes rituais produzem lógicas de representação dos grupos políticos; de legitimação; de solidariedade; e de modelar as percepções da realidade política. Este capitulo descreve três tipos de rituais: os rituais de comensalidade, os rituais que ocorrem nas práticas corporais, e os rituais evidenciados em reuniões. Por fim, a tese conclui que o atual estágio do modelo histórico de políticas de recreação e lazer, quando comparado a outras políticas promovidas pelo governo federal possui características que qualificam; o processo tais como reconhecimento e qualificação dos professores, salários, estrutura de trabalho e proposta pedagógica descentralizada; mesmo levando em conta seu custo operacional mais elevado. Outra conclusão é de que a apropriação singular de várias mudanças na política da cidade oportunizaram uma aprendizagem comunitária que proporciona as pessoas envolvidas conquistarem avanços em função da representatividade política. Complementarmente, estas aprendizagens são objeto dos rituais de manutenção.
Abstract The present article approaches the process of implementation and management of sport and leisure public policies in the Ararigboia Park, in the city of Porto Alegre-RS under the perspective of community participation in that space. The aim of the study is to understand the way in which community participation takes place in the management of public policies of sport and leisure in the park, a place that is considered ‘an example’ in this aspect. Theoretic-methodological references of Anthropology of politics and religion were used, as well as an ethnographic work with a two-year field work (daily records on a field journal, document analysis and semistructured interviews). The results of the study were organized in two blocks. In the first, the processes of participation lived in the park were described, being divided in three moments: the first discusses the historical constitution of the park as a space that dialogues with different notions of participation and democracy; the second discusses the current organization of the space, established by social groups characterized by different symbolic capitals, which are important for the correlations of power; the third moment discusses the management of the park in the relation between association and city management, dialoguing with notions such as managerial organization and bureaucratic management. On the second chapter, it was sought – from the theories of ritual – to interpret the ways people keep the politics and participation in park activities. It describes the maintenance fro a ritual system that reinforces the ethos and world view of the participants. These rituals produce the logic of representation of the groups; of legitimation; of solidarity; and of remodeling the perceptions of political reality. This chapter describes three kinds of rituals: commensality rituals, rituals that take place on the body practices, and rituals shown in reunions. Finally the thesis concludes that the current stage of the historic model of recreational and leisure policies, when compared to other policies promoted by the federal government, has qualifying characteristics; processes such as recognition and qualification of teachers, salary, work structure and decentralized pedagogical proposition, even considering its elevated operational cost. Another conclusion is that the singular appropriation of many changes on city politics allowed a community learning that provides people with advances regarding political representativeness. Complementarily, these learnings are object of maintenance rituals.
Resumen El presente estudio discute el proceso de implementación y de gestión de políticas públicas de deporte y ocio en el Parque Ararigbóia en Porto Alegre-RS bajo la perspectiva de la participación de la comunidad en este proceso. El objetivo del estudio es comprender como se da y se mantiene la participación de la comunidad en la gestión de las políticas públicas del deporte y ocio desarrolladas en el Parque Ararigbóia en Porto Alegre-RS. Se utilizó como referencial teórico metodológico los debates de la antropología política y de la antropología de la religión. Además de eso fué realizada una etnografía la cual tubo un trabajo de campo de aproximadamente dos años y que contó con registros pautados por diarios de campo y entrevistas semi estruturadas. Como resultados del estudio, el trabajo fué organizado en dos grandes blocos, donde en el primero se buscó describir los procesos de participación vivenciados en el parque: este se dividió en tres momentos. El primero discute la constitución histórica del parque mientras espacio dialogando con las diferentes nociones de participación y de democracia. En el segundo se discute la actual organización de los espacios por grupos sociales organizados al cual se evidencia capitales simbólicos importantes para la correlación de poder. En el tercero, se discute la gestión del parque en la relación entre asociación y coordinación del parque, dialogando con nociones como gestión gerencial y burocrática. En el segundo capítulo se procuró apartir de las teorías de rituales interpretar del punto de vista simbólico, cómo las personas mantienen la política y la participación en actividad en el parque. Se concluye que existe un sistema ritual que refuerza ethos y visiones del mundo constituyendo entre los participantes el poder de representar grupos políticos; de fornecer legitimidad; de construir solidariedad; y de modelar las percepciones de la realidad política. Este capítulo describe tres tipos de rituales: de comensalidad en las prácticas corporales, y en reuniones. Por fin, la tesis concluye que el actual momento del modelo historico de políticas de recreación y ocio, mientras comparado a otras políticas promovidas por el gobierno federal, es bastante cualificado mismo llevando en cuenta su costo operacional más elevado. Otra conclusión es de que la apropriación singular de varios cambios en la política de la ciudad oportunizaron un aprendizaje comunitaria que proporciona a las personas envolvidas avanzos en función de la representatividad política. Complementarmente, estas aprendizajes son objeto de los rituales de mantenimiento.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/108525
Arquivos Descrição Formato
000948854.pdf (2.496Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.