Repositório Digital

A- A A+

"Tu dampém fala assim?" : macroanálises pluridimensionais da variação de sonorização e dessonorização das oclusivas do português de falantes bilíngues hunsriqueano-português

.

"Tu dampém fala assim?" : macroanálises pluridimensionais da variação de sonorização e dessonorização das oclusivas do português de falantes bilíngues hunsriqueano-português

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título "Tu dampém fala assim?" : macroanálises pluridimensionais da variação de sonorização e dessonorização das oclusivas do português de falantes bilíngues hunsriqueano-português
Autor Borella, Sabrina Gewehr
Orientador Altenhofen, Cleo Vilson
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Contato lingüístico
Dialeto hunsrückisch
Dialetologia
Ensino e aprendizagem
Estudos lingüísticos
Hunsrückisch
Plurilinguismo
Sociolingüística
Variação fonológica
[en] German immigration language
[en] Hunsrückisch/Hunsriqueano
[en] Interlinguistic transfers
[en] Linguistic contacts and plurilingualism
[en] Phonetic variation
[en] Pluridimensional
[en] Relational dialectology
Resumo A presente Tese tem como objetivo central descrever a variação de sonorização e de dessonorização das oclusivas /p, b/, /t, d/ e /k, g/ em dados de fala do português de falantes de hunsriqueano como língua de imigração alemã, a partir de uma perspectiva macroanalítica e pluridimensional (THUN, 1998). Para tanto, são analisadas leituras em português da ‘Parábola do Filho Pródigo’ de informantes de 16 localidades do Projeto ALMA-H (Atlas Linguístico-Contatual das Minorias Alemãs na Bacia do Prata: Hunsrückisch), divididos em duas gerações (jovens [GI] e velhos [GII]) e dois estratos sociais (classe sócio-cultural alta [Ca] e baixa [Cb]). A análise dos dados é dividida em quatro etapas. Na primeira etapa, são analisadas 43 leituras completas da Parábola de 15 localidades do Projeto, a fim de verificar o número total de dessonorizações/sonorizações de oclusivas e os condicionamentos linguísticos que favorecem as transferências do hunsriqueano para o português (tipo de processo, tonicidade silábica, tipo de oclusiva, etc.). A segunda etapa é dividida em dois momentos. Primeiramente, é feita uma comparação em tempo aparente, da leitura de jovens e de velhos (GI versus GII), uma análise mesocronológica (THUN, 2009), do primeiro e segundo parágrafos de 59 leituras de 16 localidades do Projeto. Em seguida, é realizada uma descrição em tempo real, a partir de uma análise macrocronológica (THUN, 2009) de 9 cartas antigas (1892- 1922) trocadas entre falantes de hunsriqueano de diferentes localidades do Rio Grande do Sul. Ambas as análises têm o intuito de observar a existência de uma mudança em curso em relação à variável analisada, na comparação de diferentes gerações (dimensão diageracional e diacrônica). Na terceira etapa, são descritas as análises das 59 leituras, na dimensão diastrática (Ca versus Cb), com o objetivo de verificar o papel da escolaridade na manutenção ou mudança das marcas de influência da língua de imigração nos dados analisados. Na última etapa, são descritas as análises das 59 leituras, tomando por base a dimensão diatópica (diferentes pontos), visando comparar, por meio da cartografia pluridimensional, o comportamento variável dos informantes analisados em uma rede de 16 pontos de pesquisa. Os resultados da primeira etapa apontam: a) um número bastante reduzido de transferências interlinguísticas (apenas 1,98%); b) um maior número de dessonorizações (84,14%) do que sonorizações (15,86%) de oclusivas; c) a predominância de dessonorizações em sílabas pretônica e tônica e de sonorizações em sílaba postônica, seguindo as regras de vozeamento do hunsriqueano (ALTENHOFEN, 1996) e d) um número elevado de dessonorizações em posição inicial de palavra, o que leva a crer que tanto as oclusivas sonoras quanto a posição inicial de palavra são condicionamentos linguísticos propícios para a ocorrência de transferências do paradigma de dessonorização. As outras etapas mostram: a) um maior número de dessonorizações/sonorizações em informantes da GII do que da GI (análise mesocronológica); b) um crescente aumento no número de dessonorizações e uma queda no número das sonorizações com o passar do tempo (análise macrocronológica); c) um maior número de transferências nos informantes da Cb do que da Ca e d) um predomínio de padrões distintos do português em informantes pertencentes às colônias velhas e com baixo índice populacional. De modo geral, observa-se o predomínio de padrões distintos nos informantes CbGII, seguidos dos informantes CaGII, CbGI e, por fim, CaGI. Conclui-se, com isso, que o número de transferências do padrão de vozeamento da língua de imigração para o português está decrescendo. O resultado apresentado favorece uma mudança de atitude, tendo em vista que a diminuição de transferências faz com que os benefícios do bilinguismo fiquem mais evidentes do que, contrariamente, sugerem os estereótipos normalmente associados à fala de indivíduos bilíngues português-hunsriqueano, o que contribui para uma imagem e postura mais favoráveis ao uso dessa língua de imigração.
Abstract This dissertation is mainly aimed to describe the variation of voicing and devoicing plosives (/p, b/, /t, d/ and /k, g/) in Portuguese speech data from speakers of Hunsrückisch, as a German immigration language, from a macroanalytic and pluridimensional perspective (THUN, 1998). So that, readings, in Portuguese of the ‘Prodigal Son Parable’ from informants of 16 localities of ALMA-H Project (Contactual-Linguistic Atlas of German Minorities in La Plata Basin- Hunsrückisch), divided into two generations (joung [GI] and old [GII] and two social strata (high [Ca] and low [Cb] socio-cultural class), are analysed. The data analysis is divided into four steps. In the first step, 43 complete readings of the Parable from 15 localities of the Project are analysed, in order to check the total number of devoicing/voicing in the plosives and the linguistic constraints that favor transfers from Hunsrückisch to Portuguese (type of process, Syllable Stress, type of plosive, etc.). The second step is divided into two moments. Firstly, a comparison of readings from young and old is made (GI versus GII- apparent time), a mesochronological analysis (THUN, 2009), from the first and the second paragraphs of 59 readings of 16 Project localities. After that, a description in real time (macrochronological analysis (THUN, 2009)) of 9 old letters exchanged among Hunsrückisch speakers of different locations of Rio Grande do Sul is made. Both analyses aims to observe the existence of a change in progress in relation to the variable analyzed, in the comparation of different generations (diagenerational and diachronic dimensions). In the third step, the analyzes of 59 readings (diastratic dimension (Ca versus Cb)) are described, aiming to verify the role of education in maintaining or changing the marks of the immigration language influence in the analyzed data. In the last step, the analyzes of 59 readings (diatopic dimension- different points), are described, aiming to compare, through pluridimensional cartography, the variable behavior of the analyzed informants in a network of 16 points of research. The results of the first step show: a) a very low number of interlinguistic transfers (only 1,98%); b) a larger number of devoicing (84,14%) than voicing (15,86%) of plosives; c) the predominance of devoicing in pretonic and tonic syllables, and voicing in posttonic syllables, following to the rules of voicing in Hunsrückisch (ALTENHOFEN, 1996) and d) a great number of devoicing in word initial position, which suggests that both voiced plosives and word initial position are linguistic constraints that favor transfers. The other steps show: a) a larger number of devoicing/voicing in GII than GI informants (mesochronological analysis); b) an increasing in the number of devoicing and a decreasing in the number of voicing over time (macrochronological analysis); c) a larger number of transfers in informants from Cb than from Ca and d) A predominance of Portuguese distinctive patterns in informants from old colonies and low degree of population. Overall, there is a predominance of distinctive patterns in CbGII informants, followed by CaGII, CbGI and finally CaGI informants. With that we can conclude that the number of voicing pattern transfers from the immigration language to Portuguese is decreasing. The result shown favors a change in attitude, taking into account that the decreasing in transfers makes the benefits of bilingualism become more evident than contrarily suggest the stereotypes usually associated with the speech of Portuguese-Hunsrückisch bilinguals, which contributes to an image and stance more favorable to the use of this immigration language.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/108953
Arquivos Descrição Formato
000948325.pdf (17.77Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.