Repositório Digital

A- A A+

Educação física e saúde : a mobilização de saberes para atuação nos polos do Programa Academia da Saúde no Brasil

.

Educação física e saúde : a mobilização de saberes para atuação nos polos do Programa Academia da Saúde no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação física e saúde : a mobilização de saberes para atuação nos polos do Programa Academia da Saúde no Brasil
Outro título Physical education and health : a knowledge mobilization for action in the poles of the program academy of health in Brazil
Autor Skowronski, Marcelo
Orientador Fraga, Alex Branco
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Academias de ginástica
Atenção primária à saúde
Formação profissional
Trabalhador
[en] Academy of health
[en] Health work
[en] In-service training
[en] Physical education
[en] Primary care
Resumo Programas no âmbito da promoção da saúde envolvendo práticas corporais/atividade física começam a ter maior visibilidade no Sistema Único de Saúde (SUS) com a publicação da Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) no ano de 2006, a qual dispõe sobre diretrizes e estratégias de promoção da saúde no SUS. Em 2011 o Ministério da Saúde lança o Programa Academia de Saúde com o objetivo de potencializar a promoção da saúde, a produção do cuidado e de modos de vida saudáveis da população. A implantação nos municípios deste programa se deu por meio de estruturas físicas chamadas polos, localizados na atenção básica, onde os profissionais da área de saúde entre eles os profissionais de educação física, devem lidar de modo mais direto com práticas corporais e atividade física, alimentação saudável, manifestações artísticas, educação em saúde, entre outros, dentro de uma perspectiva ampliada de saúde. Este estudo teve como objetivo central compreender os saberes que são mobilizados para o trabalho desenvolvido nas Academias da Saúde pelos profissionais de educação física. De forma específica, buscou-se identificar como os saberes são mobilizados e de que maneira podem ser articulados com o trabalho da educação física em outros serviços de saúde da atenção básica. Caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa e descritiva que teve como colaboradores profissionais de educação física que atuavam em polos de Academias da Saúde no Brasil. O método de trabalho envolveu o mapeamento dos profissionais registrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) até 14 de junho de 2013, e posteriormente duas etapas virtuais. Na primeira etapa foram enviadas mensagens por e-mail para 615 profissionais, onde foi apresentado um questionário básico para manifestação de aceite. A segunda etapa consistiu na realização de entrevistas online via Skype, Facebook e Google Talk com 14 profissionais de 11 estados. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas a partir da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2009), com o emprego da técnica de análise de conteúdo temática (MINAYO, 2007). Os resultados foram interpretados com base nas respostas dos colaboradores das entrevistas, além do material teórico-conceitual sobre saberes, desenvolvido por Tardif (2012) no campo da educação e conceitos referentes ao trabalho no campo da saúde, tais como: promoção da saúde, formação em saúde, cuidado, “trabalho vivo em ato”, “valises tecnológicas”, “caixa de ferramentas”, integralidade, saúde coletiva e atenção básica. A formação em serviço, a formação continuada e o emprego de tutores informais em serviço se destacaram como fontes de referência para a mobilização, construção e ressignificação dos saberes necessários para atuação do profissional de educação física nas Academias da Saúde. Os saberes da experiência, os saberes processuais, os saberes da formação profissional e ainda os saberes disciplinares, constituem-se como uma “caixa de saberes-ferramenta” que podem ser constituídos desde a formação inicial e continuados no trabalho vivo em ato. Desta forma, entende-se que os profissionais de educação física terão condições de compor e recompor sua bagagem de saberes a serem mobilizados nos serviços de saúde em consonância com as diretrizes do SUS. Não obstante, esta dissertação também visou mapear as políticas de formação em educação física voltadas para o campo da saúde pública e inspiradas nos pressupostos teóricos da saúde coletiva.
Abstract Programs aiming to promote health involving bodily practices/physical activity begin to have greater visibility in the Brazilian Unified Health System (SUS) with the publication of the National Policy for Health Promotion (PNPS) in 2006, which provides guidelines and strategies for health promotion in SUS. In 2011 the Brazilian Ministry of Health launched the Academy of Health Program with the goal of enhancing the promotion of health care production and healthy life styles of the population. The deployment in the cities of this program was through physical structures called poles, targeting a primary care, where health care professionals including Physical Educators, must deal more directly with bodily practices and physical activity, nutrition healthy, artistic events, health education, among others, within a broader health perspective. This study had as its central objective to understand the knowledge that is mobilized to work at the Academy of Health by physical education professionals. Specifically, we sought to identify how knowledge is mobilized and how they can be coordinated with the work of physical education in other health services in primary care. It‟s characterized as a qualitative and descriptive research that had as employee‟s physical education professionals who work in poles of Academy of Health Program in Brazil. The working method involved the mapping of professionals registered in the National Health Care Establishments Register (CNES) until June 14, 2013, and subsequently two virtual steps. In the first stage messages were sent by e-mail to 615 professionals, where a basic questionnaire was presented for demonstration of acceptance. The second stage consisted of online interviews via Skype, Facebook and Google Talk with 14 professionals from 11 states. The interviews were recorded, transcribed and analyzed through the Content Analysis (BARDIN, 2009), using the technique of thematic content analysis (MINAYO, 2007). The results were interpreted based on the responses of the employees of the interviews, in addition to the theoretical and conceptual material on knowledge developed by Tardif (2012) in the field of education and concepts related to work in the health field, such as health promotion, training in health care, "live work in action", "technological suitcases", "toolbox", comprehensiveness, public health and primary care. In-service training, continuing education and employment of casual tutors in service stood out as referral sources for mobilization, construction and reinterpretation of knowledge required for the role of physical education at the Academy of Health. Knowledge of experience, procedural knowledge, knowledge of vocational training and further disciplinary knowledge, constitute themselves as a "tool box of knowledge" that can be formed from the initial and continuing training in live work in action. Thus, it is understood that the physical education teachers will be able to compose and recompose your luggage knowledge to be mobilized in health services in line with the guidelines of the SUS. Never the less, this dissertation also aimed to map for political training in physical education related to the field of public health and inspired the theoretical principles of public health.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/109123
Arquivos Descrição Formato
000949996.pdf (1.442Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.