Repositório Digital

A- A A+

Influência da variação do ciclo térmico sobre máxima dureza na ZAC na soldagem por arco submerso de aço SAE 1045

.

Influência da variação do ciclo térmico sobre máxima dureza na ZAC na soldagem por arco submerso de aço SAE 1045

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência da variação do ciclo térmico sobre máxima dureza na ZAC na soldagem por arco submerso de aço SAE 1045
Outro título Influence of variation on the cycle thermal maximum hardness zac the submerged arc welding for steel sae 1045
Autor Matos, Bruno Biazzetto Rodrigues de
Orientador Machado, Ivan Guerra
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Mecânica.
Assunto Engenharia
[en] Heat affected zone
[en] Submerged arc
[en] Thermal cycle
[en] Welding
Resumo Neste estudo foram analisadas as influencias da variação da energia de soldagem em juntas soldadas por arco submerso, sobre aço SAE 1045. O experimento consiste em variar a energia de soldagem de 1 a 4 kJ/mm, alterando-se somente a velocidade entre uma soldagem e a outra, mantendo-se constantes a tensão e a corrente. Após a obtenção dos corpos de prova, foi feita a análise das macrografias dos corpos de prova, onde foram observadas as variações na área do cordão de solda e na máxima dureza da ZAC, em decorrência do acréscimo de energia de soldagem. Foram encontrados perfis de dureza com valores máximos abaixo do esperado, sendo necessária a análise da microdureza da região, em busca de possível formação martensitica, comumente encontrada próxima da região de metal fundido. Com os resultados da microdureza foi possível constatar o decréscimo da dureza com o aumento da energia de soldagem, fato comprovado pelo maior tempo de resfriamento entre 800°C-500°C que acabou modificando as propriedades metalúrgicas da junta, além da necessidade de pré-aquecimento na soldagem de aços de médio teor de carbono em baixas energias de soldagem, em razão do aparecimento de regiões martensiticas na primeira região da zona afetada pelo calor.
Abstract This study analyzed the influences of the weld energy in submerged arc welded joints on steel SAE 1045. Fillets were welded using welding energy from 1 to 4 kJ / mm, varying only welding speed between the process, keeping constant the tension and current. After obtaining the specimens, there were made macrogaphics analysis of the specimens, measuring weld bead areas and the maximum hardness of the HAZ, due to the increase of welding energy. Hardness profiles were found with maximum values lower than expected, being necessary the analysis of the micro hardness of the region searching for martensitic region, commonly found near the molten metal. With the results of micro hardness, it was possible to see the decrease in hardness with the increase of heat input, a fact proven by the longest cooling time from 800°C - 500°C which has modified the metallurgical properties of the joint, in addition to the need of pre- heating in welding of medium carbon steels at low energies.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/109216
Arquivos Descrição Formato
000949321.pdf (862.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.