Repositório Digital

A- A A+

Túneis reforçados por tirantes passivos : análise numérica bidimensional axissimétrica utilizando um modelo de homogeneização

.

Túneis reforçados por tirantes passivos : análise numérica bidimensional axissimétrica utilizando um modelo de homogeneização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Túneis reforçados por tirantes passivos : análise numérica bidimensional axissimétrica utilizando um modelo de homogeneização
Autor Pereira, Francisco da Silva
Orientador Maghous, Denise Bernaud
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O presente trabalho aborda um método bidimensional axissimétrico para o cálculo de convergência em túneis reforçados por tirantes passivos. Para simular a interação entre o maciço e o reforço foi utilizado um método de homogeneização. O trabalho considerou o meio escavado como sendo homogêneo e isotrópico e, o túnel, circular, profundo e contínuo. Além disso também foi considerado que o meio formado por tirantes e maciço pode ser substituído por um meio homogeneizado. O critério de comportamento adotado foi o de Tresca. Para a realização das simulações foi utilizado um software desenvolvido por Bernaud (1991), o qual é baseado no método dos elementos finitos e simula o processo de escavação através do método de ativação e desativação. Esse trabalho foi dividido em três etapas. A primeira avaliou a influência dos tirantes radiais quanto a convergência do túnel variando os seguintes parâmetros: comprimento dos tirantes, densidade de tirantes, distância do tirante a frente de escavação e o diâmetro dos tirantes. Na segunda foi avaliado a utilização simultânea de tirantes radiais e revestimento quanto a convergência, foram realizados casos com valores de parâmetros dos tirantes diferentes para dois valores de rigidez do revestimento, a fim de analisar a influência do mesmo. Por fim foi realizada a verificação do dimensionamento dos túneis revestidos e reforçados. Os resultados mostram que há um comprimento mínimo do tirante radial que deve ser utilizado para que o reforço tenha efeito na redução da convergência do túnel. Além disso o diâmetro dos tirantes e a densidade de tirantes instalados foram identificados como parâmetros bastante influentes e a distância não reforçada como o parâmetro menos influente. Também constatou-se que o revestimento de concreto tem uma influência maior que o reforço com tirantes passivos na redução da convergência final do túnel.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/110127
Arquivos Descrição Formato
000951950.pdf (1.313Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.