Repositório Digital

A- A A+

Manuel Bandeira : "tão Brasil"

.

Manuel Bandeira : "tão Brasil"

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Manuel Bandeira : "tão Brasil"
Autor Jardim, Mara Ferreira
Orientador Mello, Ana Maria Lisboa de
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Bandeira, Manuel 1886-1968.
Critica e interpretacao
Humor
Identidade brasileira
Literatura brasileira
Melancolia
Resumo Esta tese investiga a presença do humor e a melancolia na obra poética de Manuel Bandeira (1886-1968), especialmente no livro Libertinagem (1930), como traços formadores de uma identidade nacional. O trabalho tem como ponto de partida as discussões sobre a identidade nacional e a presença do tema na literatura brasileira, dos seus primórdios até a eclosão, no início do século XX, do projeto modernista de construir a difícil definição do que é ser brasileiro. Entre os diversos autores consultados para fundamentação dos estudos sobre identidade nacional, destaca-se Gilberto Freyre, cuja obra Casa Grande & Senzala permite estabelecer relações com a visão de Brasil que emerge da poesia de Manuel Bandeira. Sergio Buarque de Holanda, Wilson Martins, Antônio Cândido, Alfredo Bosi, Roberto DaMatta e Paulo Prado são importantes no desenvolvimento da questão. Examina-se também como a questão da identidade nacional está representada na literatura brasileira, da Carta de Pero Vaz de Caminha até o movimento modernista. Para analisar os temas do riso e da melancolia em obras literárias produzidas no Brasil, toma-se como fundamento as teorias desenvolvidas por Aristóteles, Bergson, Propp, Schlegel, Freud, Muecke, Prada e Bakhtin, entre outros. Por fim, é realizada uma análise detalhada de poemas selecionados, destacando a existência de uma “ironia melancólica” que caracteriza a obra de Bandeira e, ao mesmo tempo, confere-lhe um toque de brasilidade, buscado pelos poetas do Modernismo e inequivocamente presente na obra Libertinagem e em outras compostas antes e depois dela.
Abstract This thesis examines the presence of humour and melancholy as markers of the formation of a national identity in the poetical works of Manuel Bandeira (1886-1968), with special focus on his Libertinagem (1930). The starting point for this study is the discussion around national identity and its presence as a theme in Brazilian literature, from its very beginnings until the Modernist movement in the first quarter of the 20th century, with its difficult project of constructing a definition of what it means to be Brazilian. Among the authors consulted to form the basis of the discussion of national identity are Gilberto Freyre, whose Casa Grande & Senzala offers fundamental insights into the vision of Brazil that emerges in the poetry of Manuel Bandeira. Sergio Buarque de Holanda, Wilson Martins, Antônio Cândido, Alfredo Bosi, Roberto DaMatta and Paulo Prado are also important in the development of this aspect of the discussion. The study also examines the manner in which the question of national identity is represented in literature written in and about Brazil, from the Carta ao Rei Dom Manuel of Pero Vaz de Caminha until the Modernist movement. The analysis of the themes of laughter and melancholy in works of literature produced in Brazil is based on the theories developed by Aristotle, Bergson, Propp, Schlegel, Freud, Muecke, Prada and Bakhtin, among others. Finally, a detailed analysis is undertaken of the selected poems, highlighting the presence of a “melancholic irony” that characterises the work of Bandeira and, at the same time, provides it with a touch of the Brazilian-ness so sought by the Modernist poets and unquestionably present in Libertinagem, as well as other works composed before and after it.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/11149
Arquivos Descrição Formato
000606799.pdf (724.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.