Repositório Digital

A- A A+

O ensino da geografia na tríplice fronteira (Puerto Iguazú/AR, Foz do Iguaçu/BR e Ciudad del Este/PY), e o turismo como possibilidade de reflexão das representações sociais e espaciais

.

O ensino da geografia na tríplice fronteira (Puerto Iguazú/AR, Foz do Iguaçu/BR e Ciudad del Este/PY), e o turismo como possibilidade de reflexão das representações sociais e espaciais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O ensino da geografia na tríplice fronteira (Puerto Iguazú/AR, Foz do Iguaçu/BR e Ciudad del Este/PY), e o turismo como possibilidade de reflexão das representações sociais e espaciais
Autor Bertin, Marta
Orientador Rego, Nelson
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Ciudad del Este (Paraguai)
Ensino de geografia
Foz do Iguaçu (PR)
Fronteira
Puerto Iguazú (Argentina)
Representações sociais
Turismo
Resumo Esta tese apresenta como foco de interesse compreender as Representações Sociais sobre o espaço geográfico em que vivem os jovens escolares, na faixa etária dos 15 aos 18 anos, residentes na área da Tríplice Fronteira, composta pelas cidades de Puerto Iguazú (Argentina), Foz do Iguaçu (Brasil) e Ciudad del Este (Paraguai). A partir da ideia de verificar como os jovens ao término da educação básica atribuem ao turismo uma importante influência no cotidiano de suas existências – ainda que com diversas maneiras de representar e significar essa influência – teve-se como objetivo principal analisar as Representações Sociais e Espaciais da Tríplice Fronteira, caracterizado pela forte presença do fenômeno turístico e de interações entre as populações dos três países, e, acima de tudo, de que forma o ensino da Geografia contribui para uma aprendizagem significativa presente em um contexto repleto de identidade e diversidade cultural, multiculturalismo dos educandos. Para concretizá-la, utilizou-se de aportes teóricos da Geografia Humanista e das Representações Sociais, por possuírem como filosofia a Fenomenologia, ao abordarem a subjetividade dos indivíduos. A presença de atrativos turísticos reconhecidos internacionalmente entre as cidades da Tríplice Fronteira fazem com que uma parcela da população residente se perceba como excluídos sociais e economicamente distantes, em ampla parcela dos benefícios que o turismo da fronteira proporciona. Neste intento, ao ensino da Geografia cabe a destreza de ressignificar a forma dos seus processos de ensino e de aprendizagem com vistas ao maior aprimoramento dos sujeitos em análise. A partir dos questionários e das reflexões dos mapas mentais, reafirmou-se o distanciamento das práticas sociais do cotidiano vivido pelos educandos, aos conteúdos estruturantes que conferem significados aos conceitos geográficos, estando o cotidiano mais presente na vida do que na escola.
Abstract This thesis aims to understand the Social Representations on the geographic area in which young students in the age of 15 to 18 years old, who reside in the Tri-Border area, consisting of the cities of Puerto Iguazú (Argentina), Foz do Iguaçu (Brazil), and Ciudad del Este (Paraguay). Starting from the idea of checking how the students at the end of basic education see tourism as a major influence in their everyday lives – even though with different ways to represent and signify this influence – we sought to analyze the Social and Spatial Representations and the Triple border, characterized by the strong presence of the tourism phenomenon and interactions between populations of the three countries previously mentioned and, first and foremost, in what way the teaching of geography contributes to a significant learning on a full identity and cultural diversity context, multiculturalism of learners. In order to carry it out, we used the theoretical framework of Humanistic Geography and Social Representations, for approaching the philosophy of phenomenology, to address individuals' subjectivity. The presence of internationally recognized tourist attractions among the cities of the Tri-Border area make a portion of the resident population find themselves as socially and economically excluded, in large share of the benefits that the tourism provides the border. In this attempt, the teaching of geography, it is the skill of reframing the form of their teaching and learning processes with a view to further refinement of the subjects under review. From the questionnaires and the reflection of mental maps, we reaffirmed the detachment from social practices of everyday life experienced by learners to the structuring content that gives meaning to geographical concepts, as the everyday life has become more present to their lives as it is the school.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/111850
Arquivos Descrição Formato
000953099.pdf (12.85Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.