Repositório Digital

A- A A+

Aproveitamento da casca de citros na perspectiva de alimentos : prospecção da atividade antibacteriana

.

Aproveitamento da casca de citros na perspectiva de alimentos : prospecção da atividade antibacteriana

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aproveitamento da casca de citros na perspectiva de alimentos : prospecção da atividade antibacteriana
Outro título Utilization of citrus by-products in food perspective : screening of antibacterial activity
Autor Gerhardt, Carin
Wiest, Jose Maria
Girolometto, Giovani
Silva, Magnolia Aparecida Silva da
Weschenfelder, Simone
Resumo Os citros são as frutas mais produzidas e consumidas no mundo. O Brasil ocupa primeiro lugar na produção mundial e na exportação de suco de laranja, sendo o Estado do Rio Grande do Sul um importante produtor. Ao longo do cultivo e do processamento dos citros, são geradas toneladas de resíduos de baixo valor comercial, mas com grande potencial de aproveitamento dentro da indústria de alimentos. Esses resíduos possuem elevados teores de nutrientes, pigmentos e componentes bioativos, bem como possuem baixa toxicidade e baixo custo. Há evidências de que a casca de diferentes espécies de citros possui princípios ativos antibacterianos e antifúngicos. O objetivo deste trabalho, portanto, foi verificar a atividade antibacteriana de extratos alcoólicos da casca de citros na perspectiva da desinfecção e da conservação de alimentos, propondo alternativas sustentáveis e naturais voltadas a consumidores cada vez mais preocupados com sua saúde. Foram obtidos extratos alcoólicos da casca crua de bergamota-ponkan (Citrus reticulata Blanco), pomelo (Citrus maxima (Burm.) Merr.) e limão-bergamota (Citrus limonia Osbeck ou limão-cravo) maduros, provenientes de cultivo agroecológico, cujas atividades antibacterianas foram avaliadas quanto à Concentração Inibitória Mínima (CIM) e à Concentração Bactericida Mínima (CBM) frente a cinco diferentes bactérias. O extrato de limão-bergamota apresentou a melhor atividade antibacteriana, apresentando CIM em torno de 24 mg.mL–1 e CBM de 42 mg.mL–1 para as bactérias mais resistentes. A bactéria mais sensível a todos os extratos foi Pseudomonas aeruginosa, com CIM entre 16 e 36 mg.mL–1 e CBM entre 28 e 49 mg.mL–1. Os extratos inibiram ou inativaram na sua totalidade as bactérias testadas, indicando a possibilidade de se tornarem alternativas naturais na desinfecção e na conservação de alimentos.
Abstract Citrus are the most produced fruits in the world. Brazil ranks first in global production and export of orange juice. The State of Rio Grande Do Sul is an important producer of citrus. During farming and processing of citrus, tons of residues are generated, with low commercial value and great potential for use in the field of food production. These residues possess many nutrients, pigments and bioactive compounds, as well as low toxicity and cost. There is evidence that the peel of citrus have antibacterial and antifungal activity. In this work, we aim to determine the antibacterial activity of ethanolic extracts of citrus peels in the perspective of disinfection and preservation of food, presenting sustainable and natural alternatives directed at consumers concerned with health. Ethanolic extracts of crude peel of ripe ponkan tangerine (Citrus reticulata Blanco), pomelo (Citrus maxima (Burm.) Merr.) and rangpur lime (Citrus limonia Osbeck) were obtained from ecological family farms. Their antibacterial activities were evaluated regarding Minimal Inhibitory Concentration (MIC) and Minimal Bactericidal Concentration (MBC) against five different bacterial strains. The rangpur lime extract presented the best antibacterial activity, with about 24 mg.mL–1 MIC and 42 mg.mL–1 MBC for the most resistant strain. Pseudomonas aeruginosa was the most sensitive strain. All ethanolic extracts inhibited or inactivated all tested strains, indicating they could be used as natural alternatives in food disinfection and preservation.
Contido em Brazilian Journal of Food Technology = Revista Brasileira de Tecnologia de Alimentos. V. 15, nesp (maio 2012), p. 11-17
Assunto Atividade antibacteriana
Casca de citros
Fruta cítrica
Resíduo de alimentos
[en] Antibacterial activity
[en] Citrus peel
[en] Crude ethanolic extract
[en] MBC
[en] MIC
[en] Natural disinfectant
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/111928
Arquivos Descrição Formato
000922095.pdf (274.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.