Repositório Digital

A- A A+

A travessia da linguagem na obra de Jacques Lacan : uma leitura

.

A travessia da linguagem na obra de Jacques Lacan : uma leitura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A travessia da linguagem na obra de Jacques Lacan : uma leitura
Autor Trois, Joao Fernando de Moraes
Orientador Flores, Valdir do Nascimento
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Enunciação
Lacan, Jacques, 1901-1981
Psicanálise
[es] Enunciación
[es] Epistemologia
[es] Estructura
[es] Lalangue
[es] Lengua
[es] Lenguaje
[es] Lingüística
[es] Metáfora
[es] Metonimia
[es] Paradigma
[es] Psicoanálisis
[es] Significante
[es] Signo
[es] Sinthoma
[es] Síntoma
[es] Sujeto
[es] Topologia
Resumo Este trabalho visa construir uma reflexão sobre a linguagem, tomando como ponto de partida determinados rastros deixados ao longo das elaborações teórico-clínicas de Jacques Lacan. Parte da hipótese de que não só é possível depreender uma teoria da linguagem da leitura da obra de Lacan, como também se pode encontrar, nessa obra, a presença dos recursos operatórios necessários a tal leitura. Para tal, busca rastrear as modalidades como a linguagem comparece em diferentes momentos da obra de Lacan, para que, a partir dai, possam ser depreendidas considerações sobre a existência de uma teoria da linguagem em Lacan. Considera, ainda, que as diferentes formas e os diferentes momentos da presença da linguagem na obra de Lacan apresentam um eixo comum relativo ao campo da clínica psicanalítica. Definindo tais momentos como retornos enunciativos de Lacan sobre seu próprio fazer clínico, que lhe permitem elaborar sua obra no movimento de voltar a enunciar determinadas questões clínicas desde outro lugar. Tendo como corpus de análise os próprios textos de Lacan presentes em seus Escritos e Seminários, este trabalho sustenta a pertinência de recortar a obra de Lacan em três momentos lógicos de leitura, realizando uma leitura a posteriori desses momentos na forma de séries significantes encadeadas. Na primeira série destaca o conceito de significante para formalizar a lógica do conceito de inconsciente; na segunda destaca o conceito de letra relacionado ao conceito de lalíngua; e na terceira, o conceito de Sinthoma ao operar sobre o conceito de Real. Sendo que, estes retornos enunciativos são acompanhados por uma pergunta que orienta a leitura: que teoria da linguagem se depreende no decorrer desse processo? Conclui-se desta leitura que a travessia da linguagem na obra de Lacan inicia-se pelo jogo de significantes, transformando-se posteriormente na integral de equívocos operacionalizada pela criação do conceito de lalíngua, e se estende, se dobra e se anola produzindo a topologia dos nós, que pelos encaixes e desencaixes de uma língua na outra, retorna à prática textual de Freud via Joyce através da noção lacaniana de saber-fazer-com-alinguagem.
Resumen Este trabajo constituye una reflexion sobre la lenguaje, teniendo como punto de partida determinados rasgos dejados a lo largo de las elaboraciones teórico-clínicas de Jacques Lacan. Parte de la hipótesis de que no sólo es posible deducir una teoria de la lenguaje de la lectura de la obra de Lacan, como tambien sí puede encontrar en su obra la presencia de los recursos operatorios necesarios para tal lectura. Para tal, busca rastrear las modalidades en las quales la lenguaje comparece en los diferentes momentos de la obra de Lacan, para entonces deducir sus consideraciones sobre la existencia de una teoria de la lenguaje em Lacan. Considera, aindamás, que las diferentes formas e los diferentes momentos de la presencia de la lenguaje en la obra de Lacan tiene un eje común relativamente a lo campo de la clínica psicoanalitica. Definindo tales momentos como retornos enunciativos de Lacan sobre su proprio hacer clínico, que lhe permite elaborar su obra en lo movimiento de volver a enunciar determinadas interrogaciones clínicas desde otro lugar. Tenendo como corpus de análisis los proprios textos de Lacan presentes en sus Escritos e Seminários. Este trabajo sustenta la pertinencia de recortar la obra de Lacan en tres momentos lógicos de lectura, realizando una lectura a posteriori de estos momentos en la forma de series significantes encadenadas. En la prima serie destaca lo concepto de significante para formalizar la logica de lo concepto de inconsciente; en la segunda destaca lo concepto de letra relacionado a lo concepto de lalíngua; en la tercera, lo concepto de Sinthoma ao operar sobre lo concepto de Real. Sendo que estos retornos enunciativos son acompanhados por una pregunta que orienta la lectura: que teoria de la lenguaje puede se deducir en lo decurso de este processo? Concluise de ésta lectura que la travesía de la lenguaje en la obra de Lacan iniciase pelo jogo de significantes, transformandose posteriormente en la integral de equívocos operacionalizada pela criação de lo concepto de lalíngua, y se estende, se dobra y se anola producindo la topologia de los nós, que pelos encajes y desencajes de una língua na otra, retorna a la prática textual de Freud via Joyce através de la nocion lacaniana de saber-hacercon- la-lenguaje.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/11435
Arquivos Descrição Formato
000613161.pdf (1.375Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.